Subscribe News Feed Subscribe Comments

Monstros vs. Alienígenas



O novo filme de animação da Dreamworks vem como uma sátira a "Guerra dos Mundos" e aos famosos monstros criados por Hollywood. Eu ainda não assisti, mas a pré-estréia do filme acontece esse fim de semana em vários cinema de Belo Horizonte.

Como forma de campanha viral, foi criado um site, como se este fosse um sitío virtual sobre as últimas notícias relacionadas ao filme (como se o que acontece no filme fosse real). O nome do site é TOP SECRET. Além desse site, um dos trailers da animação é uma paródia ao filme "Cloverfield" (o site em português chama Conspiração Ultra Secreta, clique aqui e confira)

Monstros vs. Alienígenas tem sua estréia no Brasil prevista para a próxima sexta-feira, dia 03 de abril.


Trailer



Campanha Viral - Tralier parodiando "Cloverfield"

Fato Importante para o Cinema Mineiro



Sou estudante de cinema no Centro Universitário UNA e faço parte da terceira turma que irá se formar no fim desse ano, cuja colação de grau ocorrerá ano que vem, em 2010. Porém, um fato histórico no cenário do cinema mineiro aconteceu e ninguém deu importância: no dia 5 de março de 2009 a primeira turma de bacharéis em cinema colou grau.

Como estudante e futura profissional do cinema, acho isso um absurdo e posto aqui as palavras de um dos formandos que também foi o orador da turma graduada, o aluno Marco Aurélio Ribeiro (é um pouco grande, mas o discurso é bastante significativo).




“Boa noite a todos, boa noite aos componentes da mesa, aos convidados, a todos os formandos e especialmente a meus amigos bacharéis de cinema e vídeo.

Em primeiro lugar gostaria de agradecer imensamente aos meus amigos formandos pela honra que foi a mim concedida. Ser o orador desta turma tão especial me deixa profundamente comovido, e espero não decepciona-los com minhas poucas palavras, obrigado a todos vocês por este privilégio.

Durante estes dias pensei bastante sobre o que dizer aqui na frente, e sobre a importância dessas palavras. Diversos rumos este sucinto discurso poderia tomar, poderia fazê-lo mais divertido, com piadas internas, que apenas os meus colegas de sala entenderiam. Poderia discorrer ainda uma oratória ácida e crítica, como alguns dos meus amigos de sala ansiavam, mas infelizmente, vou decepcioná-los.

Depois de muito refletir, eu preferi destinar as minhas palavras a dois pontos que considerei de maior relevância. Primeiro, o fato em si que ocorre aqui hoje, que por si só já é importante, mas que possui um elemento a mais, que o faz se tornar ainda mais especial.

Neste momento, senhoras e senhores, todos aqui presentes, estão fazendo parte de um momento histórico. Sim! Um momento histórico! Pois, aqui se forma a primeira turma de cinema do estado de Minas Gerais. Este fato há de ser guardado pela eternidade, pois aqui esta se construindo, neste exato momento, uma importante página de nosso estado, e por que não dizer, de nosso país!

Pois, neste estado de tão rica e diversa cultura, com uma tradição, e mais importante do que isso, com uma imensa e criativa vocação para o audiovisual, comprovada através dos feitos de seus pioneiros, que contribuíram, e continuam a contribuir pela qualidade desta rica e abrangente arte que é o cinema, desponta se para possibilidade real de se solidificar, de uma vez por todas, o pólo cinematográfico mineiro. E isto, caros amigos, não depende apenas de nós, graduados em Cinema e Vídeo, mas de todos! De todos aqui presentes, e de toda a sociedade mineira. De todos aqueles que acreditam que a cultura não é apenas um elemento descartável e supérfluo, e sim, uma necessidade básica do ser humano, como se alimentar ou respirar, e que sem ela não alcançaremos nunca uma sociedade que todos desejamos, justa, plena e soberana. A cultura é o espelho, a reflexão, o debate, o lugar de alimentarmos a mente e o espírito. É através dela que desenvolvemos a nossa maior riqueza, a única, de fato, possível de transformar o ser humano e a sociedade em que vivemos, a sabedoria. E o cinema tem papel fundamental nessa transformação!

Desta forma camaradas, caminho rumo ao segundo ponto que considero de extrema relevância, o futuro. Temos consciência que na atualidade um curso superior, por si só, não é garantia de emprego ou de status, como já foi um dia, e no nosso caso em particular a situação ainda é bem mais complicado.

Optamos por uma profissão que nem ao menos é reconhecida pelo estado, que não possui carreira, que é aberta irrestritamente a todos, que não exige diploma para que se atue nela, que não possui conselho e nem garantias de espécie alguma. Mas isso não é um discurso pessimista, muito pelo contrário, é extremamente otimista, pois, todos que hoje estão aqui, formados, tinham conhecimento das dificuldades e das deficiências desta profissão. E o que nos motivou a insistir e seguir adiante neste desejo de realizar cinema? Um único motivo. A paixão! A paixão pelo cinema! Este é o único combustível possível para quem escolhe este profissão como meio de vida. A paixão é o principal ingrediente que move o cinema no Brasil, e espero que mesmo que este venha a se consolidar, que continue a ser movido por ela, e não apenas por números, cálculos e estatísticas. Pois, cinema, acima de tudo é arte, e a arte, sem paixão, perde o brilho e encantamento.

Desta forma, antes, colegas de sala, agora, companheiros de profissão, mas do que nunca, recai sobre nós, os primeiros bacharéis de cinema de Minas Gerais, a imensa responsabilidade de impulsionar o processo de consolidação do cinema mineiro. Sabemos que isso soa como uma utopia, dada a situação atual de nosso cinema, um cinema de alcance restrito, dependente do estado, e que por este motivo caminha no sentido de ser realizado basicamente por pequenos grupos que defendem apenas os seus interesses e não a causa do cinema mineiro como um todo. Precisamos dar continuidade ao que talvez de mais relevante a faculdade tenha nos propiciado, a possibilidade de conhecermos e convivermos com pessoas movidas pela mesma paixão.

É extremamente necessário que continuemos unidos, não por um interesse pessoal, mas sim, em função de um pensamento maior, o fortalecimento e a consolidação de um cinema mineiro que honre os seus antepassados, a sua história, sendo ao mesmo tempo contemporâneo, provocador, peculiar, e que ocupe o seu devido lugar de respeito e de merecimento, e que todos nós, mineiros e brasileiros, possamos ter orgulho dele.

Não somos melhores do que ninguém, não tenho a pretensão de transformar este discurso num apelo bairrista, mas é imprescindível que em primeiro lugar, nós, cidadãos de Minas Gerais, valorizemos e apoiemos a nossa cultura, pois, primeiro precisamos nos fortalecer em casa, para que em seguida, no bom sentido é claro, possamos conquistar o mundo!

Assim, meus amigos, sabemos que o percurso será árduo e longo, e que neste não teremos apenas uma pedra, mas várias pedras pelo caminho, e que um dia todos possamos olhar para trás e nos orgulharmos de termos contribuído de alguma forma para o desenvolvimento do cinema mineiro, e por que não dizer, do cinema e da cultura do Brasil. Alguns podem até me achar um pouco exagerado, mas se não é por sonhos que se constrói as grandes conquistas, será pelo que? Temos o direito de sonhar!

Desta forma, gostaria de agradecer a todos que de alguma forma contribuíram para que hoje pudéssemos estar aqui, e dizer que continuamos contando com todos, amigos, cineastas, professores, instituições, com todos vocês aqui presentes e com todos que acreditam no cinema mineiro. E aproveitando o momento gostaria de encerrar deixando uma reflexão a partir de duas citações de um grande filósofo alemão, Karl Marx.

“Não é a consciência do homem que lhe determina o ser, mas, ao contrário, o seu ser social que lhe determina a consciência.”

“De nada valem as idéias sem homens que possam pô-las em prática.”

Obrigado amigos por estes proveitosos e inesquecíveis quatro anos, que eu tenho certeza, se estenderão ainda por muitos e muitos anos.

Viva o cinema mineiro!”- Marco Aurélio Ribeiro


Grande Prêmio VIVO de Cinema Brasileiro



Este ano é a 7a. edição que o troféu Grande Otelo será entregue aos melhores do ano pela Academia Brasileira de Cinema. O homenageado da festa será o cineasta Nelson Pereira dos Santos, o precursor do movimento conhecido como Cinema Novo brasileiro, e o tema serão as trilhas sonoras mais marcantes no cinema nacional. Há novas categorias: melhor longa-metragem infantil, melhor trilha sonora original e melhor filme feito para celular.

A premiação desse ano de 2009 é patrocinada pela Vivo e ocorrerá no espaço Vivo Rio, dia 14 de abril às 21h, sendo transmitida pelo Canal Brasil. Vale a pena dar uma conferida.



Hora do Planeta


"O WWF-Brasil participa pela primeira vez da Hora do Planeta, um ato simbólico, que será realizado dia 28 de março, às 20h30, no qual governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a apagar as luzes para demonstrar sua preocupação com o aquecimento global.

O gesto simples de apagar as luzes por sessenta minutos, possível em todos os lugares do planeta, tem como objetivo chamar para uma reflexão sobre a ameaça das mudanças climáticas".


Texto retirado do site da WWF, para mais informações acesse: http://www.wwf.org.br/

Curta-metragem "Garage"

Ficha Técnica

Roteiro: Ruan Sena
Direção: Ruan Sena
Assistente de Direção: Diana Vidigal
Direção de Produção: Fernando Faria
Direção de Fotografia: Anderson Telles
Direção de Arte: Joycilene Santos
Still: Kamila Costa

Fotografias still do curta-metragem de ficção "Garage", filmado no início de fevereiro de 2009.





Edições de Amigas

Trailer do curta-metragem "Avareza", do qual participei da equipe como Produtora de Objetos, Still e continuidade.

video
Edição feita por Kamila Costa, seu blog é: kamilacosta88




Animação produzida por mim e por outros colegas de faculdade na "Oficina de Fundamentos do Desenho Animado", oferecida pela CONTATO

video
Edição feita por Joycilene Santos, seu blog é: joycilenesantos

Cineclube Curta-Circuito




Este cineclube é realizado pela Associação Curta-Minas.

Obs.: desculpem a má qualidade das imagens, para maiores informações acessem o site da Associação.

Livros Interessantes

Quando comecei a estudar cinema, fiquei muito perdida pois não tinha nenhuma noção de coisa alguma.

Durante o curso, surgiram livros que me ajudaram a enteder essa arte que tanto amo. Então, pessoas comuns, cinéfilos e curiosos, aqui vão algumas dicas, livros básicos para se conhecer um pouquinho do cinema.


Livros

- O Cinema e a Produção, do autor Chris Rodrigues - DP&A Editora
- A Linguagem Cinematográfica, do autor Marcel Martin - Ed. Brasiliense
- Cinema, do autor Luiz Carlos Merten - Ed. Artes e Ofícios
- História do Cinema Mundial, do organizador Fernando Mascarello - Papirus Editora
- As Principais Teorias do Cinema, do organizador J. Dudley Andrew - Jorge Zahar Editor
- A Experiência do Cinema, do organizador Ismail Xavier - Ed. Graal
- O Prazer dos Olhos, do autor e cineasta François Truffaut - Jorge Zahar Editor
- Fazendo Filmes, do autor e cineasta Sidney Lumet - Ed. desconheço

Bom gente, espero que apreciem essas leituras e aumente um pouco o conhecimento sobre o cinema. Uma outra boa idéia é assistir aos making of de suas produções prediletas. Em breve citarei outros livros sobre o assunto.

Aproveitem !

Animação


video

Animação em pixelation também produzida na "Oficina de Fundamentos do Desenho Animado" realizada no período de 01 a 26 de outubro de 2007.


Obs.: a edição dessa animação também foi feita pela CONTATO.


Animações

video


video

Animações em stop motion produzidas na "Oficina de Fundamentos do Desenho Animado", oferecida pelo Centro de Referência a Juventude - CONTATO, no período de 01 a 26 de outubro de 2007.


Obs.: a edição das animações foi feita pela CONTATO.
Related Posts with Thumbnails
 
Diana Vidigal | TNB