Subscribe News Feed Subscribe Comments

Abertura da vídeo-instalação "Rastros, a paisagem invade"

Essa exposição é da cineasta Clarissa Campolina, uma das sócias da TEIA, uma produtora de cinema de Belo Horizonte.

Essa vídeo-instalação será inaugurada no dia 03 de dezembro, nessa sexta-feira às 20h, no CentroeQuatro, Praça Rui Barbosa, 104 - Centro de BH. Entrada franca.

Os dias de visitação aberta ao público serão de 04 à 12 de dezembro, de 13h às 20h.

Para conhecer os trabalhos de Clarissa Campolina e os outros realizadores da TEIA, entrem no site: www.teia.art.br


A Rede Mineira de Cultura


Nos dias de hoje a maior preocupação dos governantes gira em torno do controle da violência, no extermínio da fome, na criação de empregos e, no verão, nas enchentes que matam e prejudicam várias pessoas. Com problemas tão imediatos quanto esses, as questões ambientais são, muitas vezes, deixadas de lado pelos nossos representantes políticos.

Tendo isso em vista é que pessoas e grupos agem “por conta própria”, isto é, criam iniciativas para reciclagem de materiais e mostras gratuitas de movimentos culturais (cinema, teatro, etc.).

Um exemplo de iniciativa cultural aconteceu aqui em Minas Gerais. Nessa era digital aonde tudo e todos estão na internet e “ligados nas redes sociais”, criou-se uma rede social específica para profissionais envolvidos com a cultura no Estado.

A REDE MINEIRA DE CULTURA é um site de relacionamento onde há troca de informações profissionais, networking e divulgação de qualquer atividade cultural que está acontecendo ou está para acontecer em Minas.

Aqueles que tiverem interesse em conhecer a REDE MINEIRA DE CULTURA, basta entrar no site http://redemineiradecultura.ning.com/ e dar uma conferida.

Lei Municipal de Incentivo à Cultura abre inscrições para projetos culturais

 
"A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura, abre inscrições para projetos culturais que visam obter benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Podem se inscrever projetos dos setores de Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Literatura, Música e Patrimônio/Memória/Identidades Culturais. A apresentação do projeto, bem como todos os documentos exigidos em edital, devem ser entregues pessoalmente ou por sedex, até o dia 20 de dezembro, na sede da fundação (rua Sapucaí, 571 , 5º Andar, bairro Floresta), de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.

O edital, bem como a ficha de inscrição, estão disponíveis no link do Diário Oficial do Município do dia 19 de novembro (www.pbh.gov.br/dom), e ainda no site da Fundação Municipal de Cultura (www.pbh.gov.br/cultura), no link “Licitações e Editais”.

Os projetos podem ser inscritos em duas modalidades: Incentivo Fiscal (IF), no qual a Prefeitura pratica a renúncia fiscal em até 20% do ISSQN, incentivando parcerias entre empresas privadas e setor cultural, e Fundo de Projetos Culturais (FPC), destinado a projetos de natureza experimental, de pesquisa e de formação, promovendo o incentivo direto a criadores, artistas e produtores locais. Para cumprir sua vocação de democratizar o acesso e contemplar o máximo de pessoas interessadas, o edital prevê que cada empreendedor poderá inscrever, no máximo, dois projetos.

No edital de 2010, a novidade está na solicitação de documentação e informações dos projetos, que dimensionam as especificidades de cada área cultural, de acordo o item 5 do edital. Segundo Janaína Fonseca Motta, assessora da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (LMIC), a solicitação contribui para dar mais subsídios à análise dos projetos. “O proponente terá mais espaço para defender e detalhar o seu projeto de acordo com as suas particularidades, o que proporcionará uma avaliação mais qualificada”, concluiu.

Todos os projetos devem apresentar uma proposta de contrapartida sociocultural, ação a ser desenvolvida pelos seus realizadores como forma de retorno ao apoio financeiro recebido. A proposta deve estar relacionada à descentralização cultural e/ou à universalização e democratização do acesso a bens culturais, e seus custos não podem estar incluídos no orçamento do projeto.

Avaliação

Após as inscrições, os projetos passarão por três etapas de seleção. Primeiramente, será feita uma análise documental de responsabilidade da assessoria da lei, sobre a conformidade dos projetos quanto aos documentos exigidos no edital. Em seguida, os projetos serão analisados por consultores especializados nas áreas culturais, visando subsidiar os trabalhos da Comissão Municipal de Incentivo à Cultura (CMIC). A avaliação final é feita pelos membros do CMIC, que têm como finalidade aprovar e definir os recursos a serem destinados aos projetos. Os trabalhos serão analisados observando a consistência, enquadramento de modalidade, exequibidade, impacto cultural e efeito multiplicador do projeto.

A Comissão Municipal de Incentivo à Cultura é composta por doze membros, sendo seis representantes do Poder Público e seis da Sociedade Civil. Os membros exercem mandato de um ano, podendo ser reconduzidos uma única vez, por igual período.

Lei Municipal de Incentivo à Cultura

Em seus 16 anos de funcionamento, a Lei Municipal de Incentivo à Cultura tornou-se um instrumento imprescindível para o desenvolvimento da produção artístico-cultural de Belo Horizonte. Durante esses anos, cerca de 2.000 projetos foram beneficiados, totalizando 70 milhões de reais, permitindo a realização de trabalhos de diversos artistas e produtores de todas as áreas do fazer artístico, descentralizados nas noves regionais da cidade.

Tendo sua legislação originária de 1993, a lei ainda é um referencial para outras leis de incentivo vigentes no país, pois preserva a distribuição de seus recursos na proporção de 60% para o mecanismo Fundo de Projetos Culturais (FPC) e de 40% para o Incentivo Fiscal (IF), o que garante mais democratização no acesso aos seus benefícios e agilidade na produção dos projetos."

Publicado em 22/11/2010 16:28:31
FONTE: site da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte)  

7ª Bienal da UNE

De 18 a 23 de janeiro, no Rio, acontece a 7ª Bienal de Cultura da UNE.

Inscrições de trabalhos nas áreas de Literatura, Artes Integradas, Cinema, Música,Ciência e Tecnologia, Artes Visuais e Artes Cênicas até 30/11 no www.une.org.br
 
 

Edital Filme em Minas - 5ª edição - 2011/2012

Boa Notícia para os realizadores e cineastas mineiros:

A 5ª edição do Filme em Minas – Programa de Estímulo ao Audiovisual, foi lançado nesta quarta-feira (dia 17 de Novembro) e vai receber inscrições até o dia 14 de janeiro de 2011.

Os recursos serão distribuídos no biênio 2011/2012 e irão contemplar sete categorias, visando atender à diversidade da produção audiovisual do Estado.


As Categorias:

- Produção de Longas-Metragens
- R$ 2.150.000,00 (dois milhões, cento e cinquenta mil reais)

- Distribuição de Longas-Metragens - R$ 200.000,00 (duzentos mil reais)

- Finalização - R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais)

- Curtas e Médias-Metragens -
R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais)

- Formato Livre - R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais)

- Publicações, Preservação e Memória - R$ 150.000,00 (cento e cinqüenta mil reais)

- Incentivo Minas Film Commission ao Cinema Nacional - R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais)


Inscrições para o Programa Filme em Minas:

Até o dia 14 de janeiro de 2011, os projetos postados deverão ser entregues, fisicamente, ou encaminhados, pelos Correios, para: Filme em Minas – Programa de Estímulo ao Audiovisual. Prédio Rainha da Sucata - Avenida Bias Fortes, 50 / 4º andar. Belo Horizonte, Minas Gerais. CEP: 30.170-010.

Pessoas físicas podem apresentar até dois projetos para o Filme em Minas e pessoas jurídicas, até três projetos. Em ambos os casos, na mesma categoria ou em categorias distintas.


Participação popular na escolha da comissão julgadora:

Para participar da indicação e posterior votação, os interessados do setor audiovisual mineiro deverão se cadastrar na rede mineira de cultura através do site www.redemineiradecultura.ning.com e validar seu perfil, solicitando, em seguida, participação na comunidade “Indicação e Votação Comissão Filme em Minas”, que será mediada pela Secretaria de Estado de Cultura e por representantes eleitos da sociedade civil.

Os participantes poderão fazer até duas indicações para cada uma das duas categorias. A votação ficará aberta até 7 de janeiro de 2011.

Os nomes escolhidos para participar das Comissões Julgadoras serão divulgados na comunidade e também no site www.cultura.mg.gov.br.


Confira abaixo o Edital da 5ª edição do Filme em Minas , retirado do site da Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais:

Edital Filme em Minas 2011-2012 (PDF - 158 Kb)

1 - Regulamento - Produção de longas-metragens (PDF - 135 Kb)

2 - Regulamento - Distribuição de longas-metragens (PDF - 123 Kb)

3 - Regulamento - Finalização (PDF - 116 Kb)

4 - Regulamento - Curtas e médias-metragens (PDF - 120 Kb)

5 - Regulamento - Formato livre (PDF - 127 Kb)

6 - Regulamento - Publicações, preservação e memória (PDF - 124 Kb)

7 -Regulamento - Incentivo Minas Film Commission (PDF - 119 Kb)

8 - Formulário de inscrição (PDF - 17 Kb)

9 - Declaração de residência - pessoa física (PDF - 48 Kb)

10 - Declaração de sede - pessoa jurídica (PDF - 48 Kb)

Exposição 50 Anos de Pintura - Carlos Carretero




Coquetel de Abertura: 23 de Novembro, às 20h.

Exposição Carlos Carretero - 50 anos de Pintura
De 24 de Novembro à 23 de Dezembro

horário de funcionamento:
segunda à sexta, de 10h às 14h e de 17h às 21h
sábados de 10h às 14h

Veja as obras no Blog - http://carloscarretero.blogspot.com


LOCAL: LA TABERNA CENTRO DE CULTURA FLAMENCA
Rua Antonio deAlbuquerque, 290 - Savassi
Telefax:: 55 (31) 2515 9279 - Cel: 55 (31) 9293 0000/ 55 (31) 9108 1354
Related Posts with Thumbnails
 
Diana Vidigal | TNB