Subscribe News Feed Subscribe Comments

BOAS FESTAS!!!

Filmes Independentes

Formado em Comunicação, com habilitação em Cinema e Vídeo  pelo Centro Universitário UNA e professor na Escola Livre de Cinema de longa data, o cineasta mineiro Sérgio Gomes traz em sua bagagem diversos tipos de filmes, desde curtas-metragens até longas...

Confira no link abaixo os filmes que fazer parte da sua carreira profissional:



Ajudem a divulgar o cinema de Minas Gerais!

Senac São Paulo lança curso de produção audiovisual



Especialização Audiovisual

Senac São Paulo lança curso de produção audiovisual


No momento em que o mercado audiovisual brasileiro vive a recente aprovação da nova lei da TV paga, que vai viabilizar mais oportunidades de atuação aos profissionais do setor, o Centro Universitário Senac lança a pós-graduação Produção Audiovisual – projeto e negócio, que será ofertada no Senac Lapa Scipião.

Com início previsto para março de 2012, o curso é direcionado a produtores e àqueles que querem aprofundar seus conhecimentos na área, o curso tem duração de 360 horas e conta com uma metodologia que contempla apresentações de cases nacionais e internacionais, debates e encontros com experientes profissionais. Os alunos fazem um mapeamento do setor, que inclui planejamento, etapas de produção, oportunidades e estratégias de negociação.

“O audiovisual está crescendo significativamente no país, em função do barateamento das tecnologias, dos investimentos e da aproximação entre as produções independentes e as emissoras de TV. Porém, falta qualificação e o curso supre essa demanda do mercado ao formar especialistas com domínio em toda a cadeia produtiva do segmento”, afirma Gley Fabiano Xavier, coordenador de pós-graduação do Senac Lapa Scipião.

Com um grande leque de possibilidades, o aluno formado pelo Senac neste curso poderá atuar em cinema, TV, novas mídias, bem como em ações internacionais, já que estará preparado para negociar projetos e participar de feiras e eventos.



Serviço
Pós-graduação: Produção Audiovisual – projeto e negócio
Terças e quintas-feiras, das 19 horas às 22h35
Senac Lapa Scipião



Texto retirado do site: www.sp.senac.br

ProCultura quer substituir Rouanet


Uma proposta de mudança no modelo federal de incentivo à cultura joga nova pá de cal na Lei Rouanet. De 1991, o atual sistema é criticado por deixar a esfera privada decidir as produções que recebem patrocínio – deduzido do Imposto de Renda, via renúncia fiscal.
O ProCultura, projeto de lei que toma o lugar da Rouanet, vai propor que as empresas sejam obrigadas a destinar 20% desses recursos ao Fundo Nacional da Cultura. A ideia é que, por meio de editais, a entidade pulverize o financiamento pelo país. Hoje, o eixo Rio-São Paulo é imã de 80% dos recursos. Se os tais 20% estivessem valendo em 2010, por exemplo, o fundo teria um aporte adicional de R$ 240 milhões.

Conflito
Desacordos rondam a recauchutagem da Rouanet. Prevê-se, por exemplo, um sistema de pontos para definir se o candidato à lei oferece contrapartida social (a partir disso, fixa-se uma porcentagem maior ou menor de renúncia fiscal). O secretário de Fomento do Ministério da Cultura, Henilton Menezes, defende critérios mais objetivos, como gratuidade em eventos.
Mas discorda que a pasta deva classificar “propostas inovadoras”, conforme sugerido em 2010 na Comissão de Educação e Cultura. “Posso dizer que é inovador num estado, e não no outro.”
A versão anterior do projeto previa que patrocinadores bancassem do próprio bolso (ou seja, sem debitar do fisco) 20% dos recursos para os projetos apoiados. Assim, fechava-se a janela para os 100% de renúncia fiscal (até o teto de 4% do total do imposto devido).
Isso cai no texto atual. Com o risco de as empresas recuarem, haveria “queda importante nos recursos captados”, afirma o deputado Pedro Eugênio (PT-PE), relator do projeto.

Estréia do curta-metragem: "¼ eu e vários outros"

A obra audiovisual "¼ eu e vários outros" é uma ficção baseada em registros reais de adultos e crianças que inspiraram a criação do roteiro e a caracterização das personagens presentes na obra. O audiovisual, com duração aproximada de 15 minutos.

O curta-metragem foi produzido para a disciplina TIDIR - Trabalho Interdisciplinar Dirigido, do segundo semestre de 2011, cujo tema norteador foi "As Subjetividades Contemporâneas".


Num momento e quase esgotamento dos sistemas de representação da televisão aberta e da ficção, a produção documental (incluindo a hibridização entre ficção e não-ficção) e a experimental tornaram-se os circuitos de um realismo cru e crítico, nada institucionalizado, dominante nesta emergência de representações descentralizadas que invadem o cotidiano com intensidade e velocidades inéditas. (MOURÃO, 2009, p.215)

A estréia do filme "¼ eu e vários outros" será dia 23/11 quarta-feira, às 20h, no Centro Universitário UNA. ( Rua da Bahia, 1764, bairro Lourdes - Belo Horizonte )


Mostra Independente Cinerock

Convite: 13º FestCurtas BH

Oficina de Processos Audiovisuais Cocriativos

Abertas inscrições para oficina de processos audiovisuais cocriativos em Contagem.
Mais informações: http://www.cineaberto.org.br/


PARTICIPEM!


Processos audiovisuais cocriativos Igor Amin e Vinicius Cabral

A oficinapropõe uma metodologia ousada de produção audiovisual: pensar a co-criação e aformação de redes sociais como meio para produção artística nacontemporaneidade.O participante irá aprender de forma colaborativa e práticacomo conceber, produzir e difundir conteúdos audiovisuais em novas mídias deforma instantânea: criação de conteúdos com celulares que filmam, câmerasfotográficas digitais, webcams, pendrives, mp3 players. Os conteúdos produzidosserão veiculados em mídias sociais da internet como facebook, twitter, youtube,blogs.

Igor Amin eVinicius Cabral são artistas multimídia, arte educadores e sóciodiretores da AProdutora Audiovisual. Coordenam projetos de Cinema e Educação como oCinegênero - Juventude em Conexão e já realizaram diversas oficinas práticas emfestivais como a Mostra de Cinema de Tiradentes, Festival de Inverno de Marianae Ouro Preto e Feira Música Brasil 2010. 

Visite - http://www.youtube.com/tvcocriativa


Data: 18 e 19 de outubro de 14:00 às 18:00 horas
Local: Casa do Movimento Popular
Avenida David Sarnoff 117 –Cidade Industrial – Contagem



LaMostra BH 2011


1ª Mostra de Cinema Espanhol e Latinoamericano de Belo Horizonte

Entrada franca
Todos os filmes legendados em português.

Locais:
Biblioteca do Instituto Cervantes
SESC Palladium
Centro de Cultura Belo Horizonte
Cento e Quatro
Usiminas Belas Artes

Veja AQUI a programação.

De 14 a 20 de Outubro de 2011
Informações: 3789-1600


IV Congresso Brasileiro de Comunicação Ambiental - V Congresso Mineiro de Comunicação Ambiental

Múmia 9

Contando os Passos - Uma Trajetória de Teoria e Prática

Escola Municipal de Artes Cênicas Antônio Roberto Guarneri

Vi esses cursos no facebook de uma colega minha e achei muito interessante. Os cursos atingem a população de Ipatinga-MG... Vale a pena dar uma conferida.


Ensino em Cena

CURSO ENSINO EM CENA - Módulo I

Consiste em possibilitar aos educadores o conhecimento e a aplicação das técnicas teatrais no contexto escolar, a fim de facilitar a integração das mesmas com as disciplinas do currículo. Essa integração favorece o aprendizado dos conteúdos ministrados.

A idéia é simples: abrir um espaço entre o quadro negro e as carteiras, iluminando como um foco de luz no palco, a iniciativa de brincar com o saber, aprendendo a ensinar e ensinando a aprender.


O curso é constituído de:


> Jogos teatrais (adaptados para todas as disciplinas, da educação infantil ao ensino médio), trabalhos corporais e vocais, construção de cenas.

> Oficinas de teatro de sombras, sopa de palavras, criação cênica.


CURSO ENSINO EM CENA - Módulo II

A proposta inicial deste curso é oferecer uma consultoria, auxiliando o planejamento de projetos pedagógicos / sociais em arte educação, ampliando o poder de atuação junto ás escolas e comunidades onde eles trabalham.


O curso é constituído de:

> Jogos teatrais para sensibilização e mobilização.

> Planejamento de um projeto em arte-educação sob orientação da professora do curso, como exercício ou para ser implantado na escola/comunidade escolhida pelo grupo.


Público alvo para os dois módulos: estudantes de arte, psicologia, pedagogia, magistério, professores (de qualquer disciplina, da Ed. Infantil ao Ensino Médio) e profissionais ligados à educação e formação humana, dirigentes de ONGs e comunidades.



Informações adicionais:


O curso é intensivo - com duração de 20hs/aulas e acontecerá durante um final de semana cada módulo:

Sábado – das 8:00 às 18:00

Domingo – Das 8:00 às 18:00 – com intervalos para almoço e lanche.


Só receberá certificado quem obtiver o mínimo de 75% de frequência.

Os módulos são independentes e o aluno poderá optar por fazer qualquer um deles ou os dois, sem necessariamente fazer o modulo I primeiro.

Pedimos a gentileza de comparecerem com antecedência de 10 minutos, preferencialmente usando roupas leves e adequadas às atividades. Não será permitido filmar, gravar ou fotografar as atividades.

Investimento: R$ 150,00 cada módulo separadamente- (para quem se inscrever nos dois módulos o valor é de R$130,00 cada)

Inscrições até 10/10/11- via depósito bancário identificado para: Rosangela de Castro Patrício – Caixa Econômica – ag 2381 – operação 013 conta 00901668-6

Preços especiais para faculdades, prefeituras e turmas fechadas acima de 25 alunos.


CONTATO:
31 8878 5388/ 9668 5388 – ROSANGELA PATRÍCIO
ensinoemcena@hotmail.com

Próximas turmas: dias 15 e 16/10 – Mód. I / Dias 22 e 23/10 – Mód. II

Local: Espaço Celina Frattezi – Rua Turfa, 1220 – entre R. Catete e R. Campos Elíseos- Barroca.

Residências Criativas

 
INSCRIÇÕES ABERTAS

Estão abertas até o dia 25 de setembro de 2011, através do site www.culturaejuventude.org, as inscrições para as Residências Criativas, projeto da ONG Contato, com apoio do Ministério da Cultura, que tem como objetivo promover a capacitação profissional e intercâmbio de conhecimentos entre jovens artistas e profissionais da área de audiovisual e música, envolvendo países da África, América Latina e Europa.

A convocatória pretende selecionar seis jovens residentes, sendo três da área de música e três da área de audiovisual. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição online e enviar por email (ongcontato@gmail.com) o currículo e até dois documentos/produtos que comprovem a experiência do candidato. Para os residentes de audiovisual pede-se que envie também uma proposta de vídeo, conforme especificado nos critérios.

O processo imersivo terá duração de 20 dias (entre 17 de outubro e 05 de novembro) e será composto por uma semana de formação e duas semanas de produção e finalização do material produzido. Ao todo farão parte da residência 20 jovens, sendo 10 residentes da área de música e 10 da área de audiovisual. Para cada uma das áreas, serão 5 participantes internacionais, 2 nacionais e 3 locais.
 
 
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

Residência de Audiovisual


1. Ter entre 18 e 30 anos

2. Ambos os gêneros sexuais

3. Disponibilidade de tempo integral durante o período da residência – de 17/10 a 05/11

4. Ter no mínimo 1 ano de experiência na área de audiovisual e comprovar

5. Ter no mínimo 1 ano de experiência/atuação junto a associações ou movimentos culturais e/ou sociais e comprovar

6. Apresentar proposta de documentário de 13’’ sobre a cidade de Belo Horizonte. As propostas deverão ter o seguinte eixo temático:

 
· A cidade, a diversidade cultural e suas formas de expressão.

Dentro deste tema os artistas poderão abranger expressões culturais e artísticas, sustentabilidade, circuitos alternativos, intercâmbio cultural, redes sociais e outros temas relacionados. A proposta deverá ter até duas laudas.


Residência de Música

1. Ter entre 18 e 30 anos

2. Ambos os gêneros sexuais

3. Áreas de atuação: produtor, técnico de áudio ou compositor

4. Disponibilidade de tempo integral durante o período da residência – de 17/10 a 05/11

5. Ter no mínimo 1 ano de experiência na área de música e comprovar. É importante especificar especialidade, uma vez que haverão vagas específicas para cada modalidade.

6. Ter no mínimo 1 ano de experiência/atuação junto a associações ou movimentos culturais e/ou sociais e comprovar.
Para informações adicionais e agendamento de entrevistas, 
favor entrar em contato com Noir Comunicação Total: (31) 3297-1014
ou Ângela Azevedo: (31) 9114-7229 e Ana Paula Valois: (31) 9301-4358 
ou através dos e-mails: angela@noir.com.br e anapaula@noir.com.br

Medeia Lo-Fi


Apresentações performáticas

SETEMBRO DE 2011

> dia 17 (sábado) - 21:00h
> dia 18 (domingo) - 20:00h
> dia 24 (sábado) - 21:00h
> dia 25 (domingo) - 20:00h



Endereço:
Rua Célia de Souza, nº 571 (esquina com rua João Gualberto Filho)
Bairro Sagrada Família

APOIO

Livro de Graça na Praça


Leitura de graça para todos na praça

Uma das atrações do calendário cultural de Belo Horizonte no mês de setembro será a 9ª edição do Livro de Graça na Praça. O evento difunde o hábito de leitura, promove a inclusão cultural, integra a literatura no contexto do Circuito Cultural da Praça da Liberdade e ainda possibilita a interação entre o autor e o leitor.

No próximo dia 11 de setembro, domingo, a partir de 9h na Praça da Liberdade, Livro de Graça na Praça irá distribuir oito mil exemplares da obra “Sonhos”, coletânea de contos inéditos editada especialmente para o evento com a participação de 22 autores. O público é convidado a comparecer, receber seu exemplar e pegar autógrafo dos escritores presentes.

Evento para toda a família, o Senac Minas irá transformar a Alameda Travessia da Praça da Liberdade em rua de lazer, com inúmeras atividades para jovens e crianças.

Histórico

Idealizado pelo escritor José Mauro da Costa, Livro de Graça na Praça é realizado desde 2003 e já distribuiu mais de 95 mil obras literárias à população, com a participação de diversos autores.

Nos últimos oito anos, Livro de Graça na Praça já editou e distribuiu na Praça da Liberdade: oito livros para adultos, dois livros de literatura infanto-juvenil e quatro cordéis. No período, participaram 205 autores de contos, crônicas, poesias e cordéis. Em 2009, pela primeira vez no Brasil e em parceria com o Instituto Benjamin Constant, foi distribuído um cordel em alfabeto Braille (Do Selo Lambido ao Ponto Com).

Livro de Graça na Praça 2011 tem o apoio da Federação do Comércio de Minas Gerais – Fecomércio Minas, Academia Mineira de Letras - AML, Instituto Cultural Aletria, Liberty Palace Hotel e Prefeitura de Belo Horizonte/Belotur

Serviço

9º Livro de Graça na Praça
11/09/2011(domingo), de 9h às 13h
Praça da Liberdade, Belo Horizonte, MG
Mais informações:
(31) 3274-9770 

 


Carreiras Artísticas e Projetos Culturais


Estão abertas as inscrições para o curso Carreiras Artísticas e Projetos Culturais, realizado pela Fundação Clóvis Salgado, através da Gerência de Extensão. Os interessados em participar do curso devem se inscrever gratuitamente até o dia 6 de setembro e enviar para o e-mail extensão@fcs.mg.gov.br, as seguintes informações: Nome completo, endereço, e-mail, telefone, formação escolar, formação artística, descrição de suas atividades na área artística e cultural e interesse pelo curso. O curso é ministrado por José Márcio Barros, com participação de profissionais convidados de diversas áreas, com o objetivo de oferecer novas oportunidades profissionais e o desenvolvimento de projetos no âmbito da arte e da cultura.

José Márcio Barros
José Márcio Barros é professor do Programa de Pós Graduação em Comunicação da PUC/Minas, além de integrar o corpo docente do Curso de Ciências Sociais e Comunicação Social da PUC/Minas. Atua na área da Antropologia Urbana e da Comunicação, com ênfase nas temáticas da identidade cultural, política cultural, cidade e cultura, gestão cultural e da diversidade cultural. É autor dentre outros trabalhos, do livro “Comunicação e Cultura nas avenidas de contorno”, (Editora PUC/Minas) e organizador dos livros “Diversidade Cultural - da proteção à promoção”, (Editora Autêntica) e “As mediações da Cultura” (Editora PUC/Minas).

Ministrante: José Márcio Barros, com participação de profissionais convidados de diversas áreas.
Público: Profissionais e alunos de artes cênicas, música e interessados em geral.
Local: Sala de Vídeo do Palácio das Artes
Período: 13 de setembro a 13 de dezembro (às 3as feiras)
Horário: 17h30 às 19h
Vagas: 40
Carga horária: 20 horas
 

Selecção Final para o Curso de Desenvolvimento e Gestão Cultural da ODC



Os pré-selecionados foram convocados para um encontro com a coordenação, realizado no dia 30/08 às 19h, para apresentação do curso e das regras de participação. Após conscientizar os pré-selecionados sobre a importância do próprio compromisso com o curso, foi realizado um sorteio entre os presentes para definição dos 50 participantes da turma e da lista de espera, composta por 10 excedentes.

RESULTADO DA SELEÇÃO FINAL
1 Adriano Borges da Cruz
2 Alexandre Vasconcelos Magalhães
3 Amélia Corrêa Passos
4 Ana Cristina Jardim de Melo
5 ANA RITA GONÇALVES DE SOUZA
6 Andréia Alves Fonseca
7 ANTONIO DE PADUA TEIXEIRA
8 Bianca Xavier Lemes
9 Bruna Raphaella Rodrigues da Silva Acácio
10 Camila Lacerda Lopes
11 Carolina de Faria Moreira
12 Célia Francisca Soares
13 Cristina Fernandes
14 Diana Faria Vidigal
15 Douglas Colares
16 Douglas Gouveia Pego
17 Eduardo Maroca Soares
18 Elena Ciciliotti Rocha
19 Eliane Cristina de Sousa
20 elida silva pereira
21 Énia Dára dos Santos Medina
22 Felipe Carneiro Munaier
23 Felipe Henrique Lemos Reis
24 Fernanda Cavalini Pedroso
25 Fernanda Fernandes Fontes
26 Fernanda Godinho de Souza
27 Flávio Pinto Valle
28 FREDERICO DE PAULA CARVALHO
29 Geraldo Alves Lacerda
30 GUILHERME DIAS MELO CARVALHO
31 Isabela Reis e Silva
32 JANAÍNA ARAÚJO DE SOUZA
33 Jane Basileu Guimarães
34 Larissa Scarpelli Viana
35 Letícia Maria Ribeiro Mendes Pires
36 Luiz Gonzaga de Oliveira Júnior
37 Maria Angélica Diniz Junqueira Pedrosa
38 Marylin Luiza Ribeiro de Oliveira
39 Melissa da Rocha Fonseca
40 OSCAR FERNANDES VIEIRA GONCALVES
41 PAULA FERREIRA GRANJA
42 Renata Cardoso Gontijo
43 Richardson Santos de Freitas
44 Ronaldo Eustáquio da Silva
45 Sebastião Lisboa de Andrade Rinaldi
46 Sofia Martins da Costa Rodrigues
47 Teresa Cristiana de Sousa
48 Themis Cristina Lobato de Lima
49 Valdiva Araújo Prado
50 Victor Vieira de Andrade

LISTA DE ESPERA
1 Nuno Arcanjo Aquino Almeida
2 Elena Lucia Rivero
3 ANDRÉA LIMA DE CASTRO
4 Zuleide Ferreira Filgueiras
5 Isabela Leite Conceição
6 Fernanda Coutinho Sabino
7 Gilberto César Vieira
8 João Sales dos Santos
9 Eliane Mendes coelho
10 Carlos Vinícius Pereira Lacerda

Eu postei aqui no blog, no dia 16 desse mês, a abertura para as inscrições para esse curso (clique aqui para ver o post). Eu dei a sorte de passar na seleção! Então é o seguinte, vou mantendo vocês informado sobre o progresso do curso.

Mostra Indie 2011


 


INDIE 2011 APRESENTA O CINEMA DE CLAIRE DENIS E BÉLA TARR
 

Dois dos mais brilhantes diretores contemporâneos e realizadores de filmes de grande impacto recebem retrospectivas no INDIE que acontece de 2 a 8 de setembro, em Belo Horizonte.

"Cineastas que através de seus filmes deixam impressas na memória do seu público imagens, sons. Cenas, planos, takes. Rostos, peles, corpos, o barulho do vento. Imagens que permanecem, sensações que se relembram. O cinema que fica. O Indie 2011 – Mostra de Cinema Mundial traz a Belo Horizonte a retrospectiva de dois cineastas que na criação de suas obras partem de uma construção original e própria, de uma ideia estética e conceitual do fazer cinematográfico: a francesa Claire Denis e o húngaro Béla Tarr.

O Indie 2011, que acontece de 2 a 8 de setembro, exibe 80 filmes de 19 países. Nesta que é a 11ª. edição em Belo Horizonte, o festival propõe novos espaços de exibição: o Teatro Oi Futuro Klauss Vianna, que terá exibição em 35mm e digital; o novo cinema do SESC Palladium e, além claro, do tradicional Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes. Todas as sessões tem entrada franca.

Claire Denis, que nasceu na França em 1948, mas que passou sua infância e seus anos de formação na África, é uma das maiores cineastas do cinema contemporâneo francês. A retrospectiva composta por 20 filmes traz todos os seus 11 filmes de ficção, três documentários e seis curtas: do seu primeiro filme que lançou sua carreira, em 1988, “Chocolate” aos filmes que se seguiram como “Noites sem Dormir” (1994), “Nennete e Boni” (1996), “Bom Trabalho” (1999), “Desejo e Obsessão” (Trouble Every Day, 2001), “O Intruso” (2004), “35 Shots de Rum” (2008) e “Minha Terra, África” (White Material, 2009). O cinema de Claire Denis gravita entre narrativas sobre o estranhamento, a sexualidade, a intimidade, a subjetividade das relações, o estrangeiro. Trabalha quase sempre com uma equipe de colaboradores freqüentes, incluindo o roteirista Jean-Pôl Fargeau, a diretora de fotografia Agnès Godard, a montadora Nelly Quettier, o compositor Stuart Staples (dos Tindersticks) e os diversos atores que marcam presença em seus filmes, como Alex Descas, Isaach de Bankolé, Grégoire Colin, Béatrice Dalle e Vincent Gallo.

O húngaro Béla Tarr utiliza todos os fundamentos da linguagem cinematográfica para realizar seu cinema belo e essencialmente político e metafísico. A política que atinge duramente a vida do indivíduo, das famílias e do homem húngaro marcou seus primeiros filmes “Ninho Familiar” (1977), “O Outsider” (1980) e “Pessoas Pré-Fabricadas” (1982). Nos seus filmes seguintes “Maldição” (1988), “Satantango” (1994), com seus 450 minutos de duração; e “Harmonias de Werckmeister” (2000), o diretor analisa questões existenciais e aborda fatos como a pobreza, a decadência e a falência moral. Em todos os seus filmes seu estilo: imagens em preto e branco, a atmosfera meticulosamente composta e longas cenas. Em 2007, “O Homem de Londres”, filme de Tarr baseado no livro de Georges Simenon, competiu no Festival de Cannes. Nascido em 1955, Béla Tarr recebeu em 2011 o Urso de Prata no Festival de Cinema de Berlim com o impressionante “O Cavalo de Turim”. Aclamado como um dos mais completos e inovadores diretores contemporâneos de cinema autoral, Tarr anunciou que este será seu último filme. A retrospectiva completa exibirá 10 longas e quatro curtas.

A programação do Indie 2011 terá ainda, na Mostra Mundial, o cinema contemporâneo realizado por um nova geração de cineastas e exibidos nos principais festivais internacionais. O programa traz 23 filmes, inéditos, realizados em 15 países. Entre os destaque estão: os dois filmes que ganharam no Festival de Roterdã, o Tiger Award, “Eternidade” do tailandês Sivaroj Kongsakul e “Finisterrae” do espanhol Sergio Caballero; o documentário da conceituada artista americana Lynn Hershman Leeson “!Mulheres Arte Revolução”; os cults “Fim de Semana”, do inglês Andrew Haigh; e o americano “Bellflower” de Evan Glodell; o filme grego “Juventude Perdida”, além da comédia musical pinku eiga “Amor Debaixo D´Água” do japonês Shinji Imaoka. Vale também acompanhar os novos talentos do cinema: o tailandês Aditya Assarat com “Hi So”, o americano Mike Ott com “Littlerock”, e os dois últimos filmes de Joe Swanberg “Autoerótico” e “Tio Kent”.

Você sabia que o punk agora é DIY? As movimentos musicais e culturais mais importantes da cena mundial estão na programação do Música do Underground. São nove documentários inéditos que trazem os bastidores e shows de bandas como Ministry e Fishbone; a cultura digital em PRESSPAUSEPLAY, os 30 anos da banda brasileira Inocentes, o artista performático Jesse Bernstein que influenciou o Kurt Cobain e o grunge, e ainda, o que acontece quando os punks se tornam pais em “The Other F Word”. Além claro, de dois documentários sobre o DIY (Do It Yourself = faça você mesmo), a nova onda do punk em “Sangue, Suor e Vinil” e “Barulho e Resistência”.
 
Sete filmes brasileiros estão na programação do Indie Brasil. O festival promove as pré-estreia dos filmes “Daquele Instante em Diante”, de Rogério Veloso, sobre o músico Itamar Assumpção; e “Ex Isto” de Cao Guimarães. O Indie traz também uma nova geração do cinema mineiro em “Estado de Sítio” dirigido por oito diretores; “Mulher à Tarde”, de Affonso Uchoa e “Os Residentes” de Tiago Mata Machado. Para completar o cearense Petrus Cariry com “Mãe e Filha” e o pernambucano Marcelo Lordello com o documentário “Vigias”.

O Indie 2011 faz também um programa especial dedicado ao cineasta francês Pierre Coulibeuf que estará em Belo Horizonte para a abertura da sua exposição “Dédale” no Oi Futuro, em setembro. Coulibeuf, reconhecido por seu trabalho com coreógrafos e artistas como Jan Fabre e Meg Stuart, escolheu para ser exibido no Indie dois longas – “Os Guerreiros da Beleza” e “Em Algum Lugar Entre” – e os curtas “Demônio da Passagem”, “Pavillon Noir”, “Magnetic Cinema” e “Crossover”.

O Indie 2011 - Mostra de Cinema Mundial tem patrocínio da Oi, apoio da Cemig, Contax e Oi Futuro, é realizado através dos benefícios da Lei Rouanet - Ministério da Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. É uma produção da Zeta Filmes.

Depois de Belo Horizonte, o Indie acontece em São Paulo entre os dias 16 e 29 de setembro no CineSESC e no Cine Olido. "

SERVIÇO

Indie 2011
Maiores informações:
Site: www.indiefestival.com.br
twitter: @indiefestival
www.facebook.com/indiefilmfestival
Informação para o público: 31 8677.9355

 
Em Belo Horizonte 02-08 de setembro

Teatro Oi Futuro Klauss Vianna (329 lugares)
Av. Afonso Pena, 4001 – Mangabeiras

Sesc Palladium (82 lugares)
Av. Augusto de Lima, 420 - Centro

Cine Humberto Mauro (136 lugares)
Av. Afonso Pena, 1537 - Centro

Classificação indicativa: Diversa (consulte o site)

ENTRADA FRANCA
(ingressos disponíveis nas bilheterias dos espaços 30 minutos antes de cada sessão)



Inscrições Abertas para Oficinas Gratuitas - Mostra CineBH


INTERCOM 2011 - 36º Congresso Brasileiro de Comunicação


Inscrições Abertas para o Cine Expressão - Mostra CineBH


ODC abre inscrições para Curso Desenvolvimento e Gestão Cultural em BH



IICS promove curso de direito da comunicação


O IICS promove de 22 de agosto a 12 de dezembro seu curso de Direito do Entretenimento, Comunicação, Lazer e Cultura, sob coordenação do professor e advogado especializado no setor Marcos Bitelli. 

O curso trata dos aspectos legais de questões como a proteção da criação artística, direito de autor e copyrigth, licenciamento, normas relacionadas à produção de livros, música, cinema, teatro, shows, bem como as regras de reprodução e difusão por TV, IPTV ou Web TV. 


É voltado a advogados, produtores, empresários, editores, jornalistas, publicitários e demais profissionais da área do entretenimento, comunicação, lazer e cultura. 

Inscrições e outras informações: www.iics.edu.br/direito.







Marco Aurélio Ribeiro
Presidente da Associação de Documentaristas
e Curtas Metragistas de MG - CURTA MINAS / ABD-MG
http://curtaminas.com.br
 
(31) 8749-9026 / marcovhs@hotmail.com
www.youtube.com/marcovhs - www.youtube.com/navalhabh
Facebook: Marco Aurélio Ribeiro - Navalha Produtora Audiovisual

Conselho Municipal de Cultura Será Constituído pela Primeira Vez na Cidade

 
Formação do conselho marca participação efetiva da sociedade civil na elaboração e na execução das políticas públicas para o setor

Em setembro, a Fundação Municipal de Cultura (FMC) vai realizar, pela primeira vez, a eleição do Conselho Municipal de Cultura. Trata-se de um processo muito aguardado pelos profissionais do setor cultural e pela população de Belo Horizonte de modo geral. A constituição desse órgão representativo significa que a sociedade civil terá participação efetiva na elaboração e na execução das políticas públicas para a área cultural no município.

No dia 11 de setembro serão eleitos em assembléia setorial seis membros titulares e suplentes do setor cultural e, no dia 18, serão realizadas assembléias regionais para a eleição dos nove membros titulares e suplentes, representantes de cada região da cidade. Os cidadãos interessados em participar da eleição do conselho têm até o dia 7 de agosto para apresentar o formulário de inscrição preenchido e os documentos listados em edital disponível no site da FMC: www.pbh.gov.br/cultura

Origem

De acordo com o diretor de Ação Cultural da FMC, Rodrigo Barroso, os três níveis de governo, desde 2003, preparam-se para a implantação dos sistemas nacional, estadua­is e municipais de cultura. Ele explica que Belo Horizonte assinou, em 2005, protocolo de intenção, aderindo ao sistema preconizado pelo Ministério da Cultura. “Esse foi o passo mais importante das políticas públicas de cultura desde a promulgação da Constituição Federal de 1988, que consagrou a cultura como direito de todos”, afirma.

Em 2008, foi sancionada a lei de criação do Conselho Municipal de Cultura, mecanismo que deu ao setor cultural a oportunidade de participar das decisões sobre os rumos da política cultural do município.

Os primeiros passos para a constituição do conselho em Belo Horizonte aconteceram em abril deste ano. Na época, a Fundação Municipal de Cultura realizou uma reunião pública, na qual foi formada uma comissão técnica paritária constituída por membros da sociedade civil organizada e representantes da FMC. Seu objetivo era rever os dispositivos legais do Conselho Municipal de Cultura.

Os trabalhos dessa comissão culminaram em uma segunda reunião pública que definiu, por votação, a minuta do novo decreto de criação do conselho, sancionada pelo prefeito Marcio Lacerda em 18 de maio de 2011. Estava aberto, assim, o caminho para a realização das eleições do Conselho Municipal de Cultura. Em junho, a Fundação Municipal de Cultura disponibilizou em seu site a minuta do edital do processo de eleição do Conselho Municipal de Cultura de Belo Horizonte para uma consulta pública. Os interessados tiveram a chance de analisá-la e sugerir mudanças por e-mail. As contribuições resultantes da consulta pública foram sistematizadas por um grupo de trabalho, sendo utilizados critérios legais para incorporar as sugestões recebidas. O resultado desse trabalho foi apresentado à sociedade civil durante reunião pública, em 28 de junho, no Teatro Marília.

Na mesma reunião foi designada uma comissão eleitoral formada por representantes do setor cultural e funcionários da FMC para coordenar e fiscalizar o processo de eleição dos conselheiros representantes da sociedade civil. Para Marco Aurélio Ribeiro, integrante dessa comissão, o fato de ser um grupo paritário dá credibilidade à eleição. “Enquanto o poder público tem uma visão, a classe artística às vezes enxerga de outra forma. Juntar esses dois pontos de vista nas discussões é fundamental”, afirma. Marco Aurélio acredita que a formação do Conselho Municipal de Cultura será um ganho para a sociedade. “Apesar de estarmos apenas no início deste processo, ele já é um avanço histórico para a área cultural”, afirma.

Entenda o Conselho

O Conselho Municipal de Cultura tem como principal característica o poder de controle sobre as ações públicas, seus planos e orçamentos. É um órgão colegiado, de caráter deliberativo e consultivo, vinculado à Fundação Municipal de Cultura. Ele é constituído por 30 membros titulares e seus respectivos suplentes, sendo 15 representantes eleitos pela sociedade civil e 15 membros designados pelo poder executivo municipal. Os integrantes do conselho têm mandato de dois anos, sendo permitida uma única recondução pelo mesmo período.

Esse órgão tem competência para deliberar sobre as diretrizes gerais da política cultural do município, atuar em colaboração com a Fundação Municipal de Cultura na convocação e na organização da Conferência Municipal de Cultura, fiscalizar e avaliar a execução do Plano Municipal de Cultura, fiscalizar e avaliar o cumprimento das diretrizes e dos instrumentos de financiamento da cultura, apreciar e aprovar as diretrizes do Fundo de Projetos Culturais, bem como elaborar e aprovar seu regimento interno.





Marco Aurélio Ribeiro
          Presidente da Associação de Documentaristas e Curtas Metragistas de MG - CURTA MINAS / ABD-MG

http://curtaminas.com.br
(31) 8749-9026 / marcovhs@hotmail.com
www.youtube.com/marcovhs - www.youtube.com/navalhabh
 Facebook: Marco Aurélio Ribeiro - Navalha Produtora Audiovisual

1o. Festival de Cinema Via Internet do Brasil

"O MovieFlex permite todo tipo de formato, de tempo, de forma de captação de imagens ou de gênero e abre as portas para as produções feitas digitalmente por pequenos equipamentos que, nos dias de hoje, estão cada vez mais disponíveis para qualquer pessoa.

Quem não tem um celular com câmera?

Quem não tem câmera fotográfica que filma

Ou pequenas câmeras de vídeo ?

Atualmente, independente da idade, é possível cada pessoa ter o seu momento de cineasta, e agora, pode ser autor e se divertir no 1° MOVIEFLEX FESTIVAL.

Ao invés de simplesmente postar o vídeo feito no YOU TUBE nas redes sociais, você pode participar de um festival que recebe de braços abertos este tipo de produção e o melhor, caso seja selecionado, seu vídeo será exibido em uma verdadeira sala de cinema com júri composto de cineastas, jornalistas e profissionais da área.
 
Os já iniciados como videomakers, realizadores de curtas-metragens, documentários ou que tenham obras já feitas ou queiram fazer especialmente também podem participar.

O MOVIEFLEX é democrático. A filosofia é acreditar que a criatividade vem da liberdade e os ares de inovação no cinema podem ser estimulados pela chamada geração Y que produz para o mundo digital."

*Texto retirado na íntegra do site do festival.

Para maiores informações, visite o site: http://www.festivalmovieflex.com.br/ 

ENCONTRO REGIONAL DA FUNARTE

 
A Fundação Nacional de Artes convida artistas, produtores, técnicos e demais profissionais de diferentes segmentos artísticos de Minas Gerais para um encontro com o presidente da Funarte Antônio Grassi e o secretário executivo do Ministério Cultura, Vítor Ortiz, a realizar-se no dia 8 de julho, às 10 horas, na Funarte MG, à rua Januária 68, Floresta, BH.Os Encontros Regionais fazem parte da agenda do MinC e da Funarte e percorrerão todas as regiões do País.

 
Confirme sua presença enviando uma mensagem para funartemg@funarte.gov.br 
ou pelo telefone (31) 3213 3084. 

Lotação 150 lugares.
 
 

Oi Futuro Convida...

TV Cultura anuncia editais e promete ampliar espaço do conteúdo independente


 
"Queremos diversificar nossa grade e ser menos relacionados à imagem educativa e pedagógica", disse Marcos Ribeiro de Moraes, novo gerente de aquisições e produção independente da TV Cultura em apresentação durante o 12º Forum Brasil - Mercado Internacional de Televisão nesta quinta, 16, em São Paulo. "Educativo e pedagógico é igual a chato", brincou em sua apresentação direcionada a produtores independentes. Entre os conteúdos que a emissora pública paulista mira para diversificar sua grade está o humor. "Precisamos deixar de lado o preconceito ao humor", disse.

Segundo Moraes, que vem do quadro de funcionários da Ancine, a TV Cultura tem 65% de sua grade formada por aquisição e produção independente. A ideia, explica, é aumentar gradualmente o volume de produção independente, que hoje é de aproximadamente 20%, ocupando parte do espaço dedicado a aquisições. "A nossa preocupação é gerir o conteúdo em conjunto com os coprodutores", esclarece Moraes, que diz que a emissora não aceitará "qualquer coisa" que tenha o rótulo de produção nacional. Ele afirma que será cobrado o rigor técnico na execução dos conteúdos, bem como qualidade editorial.

Editais

O gerente de aquisições e produção independente da TV Cultura anunciou no evento dois editais que serão lançados em breve. No próximo mês deve ser publicado o edital do Anima Cultura, Funcine que tem gestão da TV Cultura e é administrado pela Lacan. O edital financiará séries de animação para televisão, que deverão ter, obrigatoriamente, participação de um coprodutor canadense, que entrará com pelo menos 25% dos recursos da série. Para serem inscritos no edital, os projetos não precisam ter um coprodutor canadense. Será criada uma espécie de rede social, da qual farão parte produtores brasileiros e canadenses, para buscar parcerias nos projetos apresentados.

O outro edital prometido por Moraes será feito em parceria com o Sesc. Através dele serão produzidas quatro séries dramatúrgicas. "Queremos preencher um espaço de 52 semanas na grade de programação", diz. Fernando Lauterjung.

 
 
Marco Aurélio Ribeiro
Presidente da Associação de Documentaristas e Curtas Metragistas de MG - CURTA MINAS / ABD-MG
 
(31) 8749-9026 / marcovhs@hotmail.com
www.youtube.com/marcovhs - www.youtube.com/navalhabh 
Facebook: Marco Aurélio Ribeiro - Navalha Produtora Audiovisual



Related Posts with Thumbnails
 
Diana Vidigal | TNB