Subscribe News Feed Subscribe Comments

Museu Revelado


Fritz Lang nos EUA



Fundação Clóvis Salgado apresenta a mostra “Fritz Lang nos EUA – Parte I” no Cine Humberto Mauro
Dez filmes do diretor serão apresentados na mostra, em cartaz de 5 a 12 de novembro. A entrada é gratuita

A Fundação Clóvis Salgado apresenta no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, de 5 a 12 de novembro, a mostra “Fritz Lang nos EUA – Parte I”, uma retrospectiva da obra do cineasta alemão. A mostra irá englobar a primeira fase americana do diretor, notabilizada, principalmente, pela produção de filmes representantes da estética noir. Serão exibidos dez longas-metragens realizados entre os anos de 1936 e 1964.

Grandes títulos do cineasta poderão ser vistos na mostra, incluindo “Fúria” (sua primeira produção nos Estados Unidos) e “Os Corruptos” – exibidos nos dias 6, 9 e 12 de novembro –; que dialogam com películas menos conhecidas de Lang, como é o caso de “Quando desceram as trevas” – exibido no dia 8. Trabalhos que abordam o drama da II Guerra Mundial também serão apresentados, dentre os quais “O homem que quis matar Hitler” e “Os carrascos também morrem” – ambos em cartaz nos dias 7, 10 e 11 de novembro.

Em 2013, uma nova mostra abordará outros títulos do autor, privilegiando outros gêneros, como o western e o drama, por exemplo.

Gerente de Cinema da Fundação Clóvis Salgado, Rafael Ciccarini afirma que “a mostra é uma oportunidade para que filmes conhecidos da fase americana do cineasta sejam revisitados e vistos em boas cópias, além de permitir ao público conhecer filmes mais obscuros, que são igualmente importantes e irão permitir que se conheça mais a fundo a obra do cineasta”.

A entrada para as sessões é gratuita, com retirada de ingressos na bilheteria do Cine Humberto Mauro meia hora antes do início de cada sessão.

Sobre Fritz Lang
Considerado o criador do expressionismo alemão e um dos representantes da estética noir, Lang explorou, ainda, diversas temáticas cinematográficas, como o drama de guerra e western. Sua carreira se dividiu em duas fases: a alemã e americana. Na Alemanha, dirigiu sucessos como “Metropolis”, o primeiro filme de ficção científica da história do cinema, e "M, o Vampiro de Dusserldorf", seu primeiro filme sonoro. Na década de 1930, mudou-se para os Estados Unidos. Em 1936, produziu “Fúria”, considerado por muitos seu melhor filme americano. Vinte anos depois, abandonou Hollywood e retornou à Alemanha, onde dirigiu o longa “Os Mil Olhos do Dr. Mabuse”, que encerrou sua carreira.

Mostra “Fritz Lang nos EUA”
5 a 12 de novembro
Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes
Entrada Gratuita (retirada de ingressos na bilheteria do cinema meia hora antes do início)
Programação e sinopses

- Programação
5 de novembro – Segunda-feira
17h Desejo Humano (Human Desire, 1954) | (14 anos) | 91´
21h Maldição (House by the river, 1950) | (12 anos) | 88´

6 de novembro – Terça-feira
17h Fúria (Fury, 1936) | (Livre) | 92´
21h Vive-se uma só vez (You only live once, 1937) | (14 anos) | 86´

7 de novembro – Quarta-feira
17h O homem que quis matar Hitler (Man Hunt, 1941) | (14 anos) | 105´
19h Um Retrato de Mulher (A Woman in the Window, 1944) | (14 anos) | 107´
21h Os carrascos também morrem (Hangman Also die!, 1943) | (14 anos) | 134´

8 de novembro – Quinta-feira
20h Quando desceram as trevas (Ministry of fear, 1944) | (14 anos) | 86´
21h30 Almas Perversas (Scarlet Street, 1945) | (12 anos) | 103´ 

9 de novembro – Sexta-feira
17h Maldição (House by the river, 1950) | (12 anos) | 88´
19h Os Corruptos (The Big Heat, 1953) | (14 anos) | 90´  
21h Fúria (Fury, 1936) | (Livre) | 92´

10 de novembro – Sábado
16h Vive-se uma só vez (You only live once, 1937) | (14 anos) | 86´
18h Os carrascos também morrem (Hangman Also die!, 1943) | (14 anos) | 134´
20h30 Um Retrato de Mulher (A Woman in the Window, 1944) | (14 anos) | 107´

11 de novembro - Domingo
16h O homem que quis matar Hitler (Man Hunt, 1941) | (14 anos) | 105´
18h Almas Perversas (Scarlet Street, 1945) | (12 anos) | 103´ 
20h Quando desceram as trevas (Ministry of fear, 1944) | (14 anos) | 86´

12 de novembro – Segunda-feira
17h Os Corruptos (The Big Heat, 1953) | (14 anos) | 90´  
21h Desejo Humano (Human Desire, 1954) | (14 anos) | 91´

- Sinopses
Fúria (Fury, 1936) | (Livre) | 92´
Katherine Grant (Sylvia Sidney) é a noiva de um homem acusado injustamente de um crime. Ele simula sua morte após duas tentativas de linchamento e incêndio na prisão e planeja vingança.

Vive-se uma só vez (You only live once, 1937) | (14 anos) | 86´
Este pungente drama sobre o período da Grande Depressão Americana conta a história de um jovem casal que vê sua vida ser completamente destruída. Jean (Sylvia Sidney) é a secretária de um defensor público de uma grande cidade. Apaixonada pelo ex-delinqüente juvenil Eddie Taylor (Henry Fonda) e acreditando que o homem cometeu apenas alguns deslizes, ela usa sua influência para que ele saia da prisão mais cedo. Eddie, por sua vez, tenta viver corretamente logo que se casam. Mas o sonho americano está ao alcance de poucos, e eles descobrirão que o preconceito da sociedade pode ser mais esmagador do que imaginavam.

O homem que quis matar Hitler (Man Hunt, 1941) | (14 anos) | 105´
Em 1939, Alan Thorndike, um famoso caçador inglês, é preso acusado de tentar matar Hitler. Ele alega inocência, mas não convence o oficial alemão que o interroga. Por um lance do destino, Thorndike consegue fugir para Londres, mas é perseguido implacavelmente pelos alemães.

Um Retrato de Mulher (A Woman in the Window, 1944) | (14 anos) | 107´
Certa noite, enquanto sua esposa e filhos estão de férias fora da cidade, o pacato professor Richard Wanley conhece Alice Reed, a modelo retratada numa tela exposta no clube que frequenta. Eles começam a conversar e Richard vai para o apartamento de Alice, que lhe mostra o esboço de outros desenhos. Tudo vai bem até a chegada de um estranho.

Os carrascos também morrem (Hangman Also die!, 1943) | (14 anos) | 134´
Brian Donlevy é um médico tcheco membro da resistência que assassina um carrasco. A Gestapo reage e abre uma grande caçada ao responsável, que inclui, a partir de certo ponto, a execução de cidadãos tchecos.

Quando desceram as trevas (Ministry of fear, 1944) | (14 anos) | 86´
Na Inglaterra destruída pela Segunda Guerra, o paranoico Stephen Neale (Ray Milland) deixa o hospital psiquiátrico onde ficou internado por dois anos. No caminho de volta a Londres, envolve-se numa trama misteriosa de espionagem, conspiração e assassinatos. Em seu primeiro grande filme hollywoodiano, Lang constrói, com muita sofisticação estética, uma atmosfera sombria e onírica para retratar a insanidade da guerra.

Almas Perversas (Scarlet Street, 1945) | (12 anos) | 103´ 
A história de Almas Perversas é uma adaptação de A Cadela (La Chienne), um clássico francês dos anos 30 realizado por Jean Renoir. Na refilmagem, Lang realiza um filme hipnótico com a estética noir ao mostrar a obsessão amorosa de um homem de meia-idade (Edward G. Robinson) por uma prostituta (Joan Bennett). Vítima do Código Hays, o filme foi proibido em vários estados americanos acusado de "imoral, indecente, corrupto e por incitar ao crime".

Maldição (House by the river, 1950) | (12 anos) | 88´
Baseado em um romance escrito nos anos 1920 por A. P. Herbert, Maldição relata as maldades do escritor fracassado Stephen Byrne, que vive às custas da rica mulher, Marjorie. Ele tenta seduzir a empregada da família, Emilly, mas como ela o rejeita, o escritor a estrangula. Para se livrar do crime, tentará envolver o irmão, John. Um dos filmes menos conhecidos da fase americana de Fritz Lang, Maldição traz o cineasta no auge da forma, trabalhando com um bom elenco e uma equipe técnica de primeira, em que se sobressaem os nomes do diretor de fotografia Edward J. Cronjager e do compositor experimental George Antheil.

Os Corruptos (The Big Heat, 1953) | (14 anos) | 90´  
Dave Bannion é um policial envolvido na investigação de um suposto suicídio cometido por um colega de trabalho. Aos poucos, ele descobre um grande esquema de corrupção por trás da morte de outro policial, resultando em consequências bem maiores que as esperadas, inclusive em sua vida pessoal.

Desejo Humano (Human Desire, 1954) | (14 anos) | 91´
De volta da Guerra da Coréia, Jeff Warren retoma o trabalho como engenheiro numa companhia ferroviária e acaba se envolvendo com a esposa do seu patrão, a sedutora Vicki. É o início de um turbulento triângulo amoroso que envolve assassinato, segredos e frustrações.


Serviço
Mostra “Fritz Lang nos EUA”
Data: 5 a 12 de novembro
Local: Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – Piso inferior)
Entrada gratuita (retirada de ingressos na bilheteria do cinema meia hora antes do início de cada sessão)


**Texto: Fundação Clóvis Salgado


Mostra Cores do Noir


Mostra Cores do Noir leva filmes de David Lynch, Almodóvar e Robert Altman ao Cine Humberto Mauro
Com curadoria de Rafael Ciccarini, 15 filmes contemporâneos que reúnem elementos do gênero estarão em cartaz entre os dias 1º e 9 de agosto. A entrada para as sessões é gratuita

Quinze filmes representantes do novo cinema noir estarão em cartaz no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, entre os dias 1º e 9 de agosto, dentro da mostra Cores do Noir, realizada pela Fundação Clóvis Salgado. Com curadoria do Gerente de Cinema da instituição, Rafael Ciccarini, longas-metragens de grandes nomes do cinema, como Robert Altman, David Lynch, Pedro Almodóvar, John Boorman e o francês Jean-Pierre Melville, estão na programação da mostra.

Cores do Noir leva ao Cine Humberto Mauro filmes do gênero dos mais variados segmentos. Há tanto longas famosos e consagrados em Hollywood da década de 1970, como filmes menos conhecidos dos últimos 50 anos da história do cinema. Estará em cartaz desde “Amar Foi Minha Ruína”, de John M. Stahl – longa de 1945 considerado o primeiro noir colorido; até obras mais recentes, grandes representantes do “neo-noir” (nome dado às diversas obras modernas e contemporâneas que retomaram e atualizaram essa estética com o cinema em cores), como “Los Angeles Cidade Proibida”, longa de 1997, de Curtis Hanson – em uma evidente homenagem ao gênero, reunindo todas as características do filme noir; “O Perigoso Adeus”, de 1973, de Robert Altman – um dos exemplares de filmes noir mais relevantes dos anos 1970; e “Blade Runner”, longa de Ridley Scott de 1982 – filme que combina influências noir com ficção científica de maneira envolvente e instigante. Destaque, ainda, para títulos de cineastas conhecidos do grande público, como “Cidade dos Sonhos” (David Lynch), “Má Educação” (Pedro Almodóvar) e “Chinatown” (Roman Polanski).

Para Rafael Ciccarini, “a mostra é uma boa oportunidade para o público assistir à produção noir, desde os primeiros coloridos do final da década de 1940, em conjunto”. E completa: “São filmes que mostram uma série de variações de perspectivas e nuances do gênero e mostram que a estética noir continua viva, pulsante e estimulante”.

A entrada para as sessões é gratuita, com retirada de ingressos na bilheteria do cinema meia hora antes do início.

Sobre o cinema Noir
A estética “noir” é uma das mais charmosas e míticas da história do cinema, tendo se tornado o preferido entre muitos cinéfilos do mundo. Marcado pelo clima de mistério, dúvida e ambiguidade, o cinema “noir” teve seu auge nos anos 1940 e 1950. Tem seus clássicos marcados pela fotografia em preto e branco – com destaque para o uso das sombras e do contraste entre o claro e o escuro –, e, atualmente, diversas obras modernas e contemporâneas retomam e atualizam com o cinema em cores, popularmente chamado de “neo-noir”.

Cores do Noir
(todos os filmes serão exibidos em DVD)
De 1º a 9 de agosto
Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes
Entrada Gratuita
Programação e sinopses

01/08 – Quarta-feira
17h Os Imorais (1990), Stephen Frears | (18 anos) | 110’
19h Los Angeles Cidade Proibida (1997), Curtis Hanson | (18 anos) | 138’
21h30 À Queima Roupa (1967), John Boorman | (16 anos) | 92’

02/08 – Quinta-feira
19h30 Femme Fatale (2002), Brian De Palma | (16 anos) | 114’
21h30 Má Educação (2004), Pedro Almodóvar | (18 anos) |104’

03/08 – Sexta-feira
17h Estrela Solitária (1996), John Sayles | (14 anos) | 135’
19h30 Blade Runner (1982), Ridley Scott| (14 anos) | 117’
21h30 Um Lance no Escuro (1975), Arthur Penn | (14 anos) | 100’

04/08 - Sábado
18h30 À Queima Roupa (1967), John Boorman | (16 anos) | 92’
20h30 O Perigoso Adeus (1973), Robert Altman | (14 anos) | 112’

05/08 - Domingo
16h Os Imorais (1990), Stephen Frears | (18 anos) | 110’
18h Chinatown, (1974), Roman Polanski |(12 anos) | 130’
20h30 Fargo (1996) Joel e Ethan Coen | (16 anos) | 98 ‘

06/08 – Segunda-feira
17h Má Educação (2004), Pedro Almodóvar | (18 anos) | 104’
21h Cidade dos Sonhos (2001) David Lynch| (14 anos) | 147’

07/08 – Terça-feira
17h Amar Foi a Minha Ruína (1945), John M. Stahl | (12 anos) | 110’
19h Chinatown, (1974), Roman Polanski |(12 anos) | 130’
21h30 O Círculo Vermelho (1970), Jean-Pierre Melville | (14 anos)| 140’

08/08 – Quarta-feira
17h Cidade dos Sonhos (2001) David Lynch | (14 anos) | 147’
19h30 O Perigoso Adeus (1973), Robert Altman | (14 anos) | 112’
21h30 Estrela Solitária (1996), John Sayles | (14 anos) | 135’

09/08 – Quinta-feira
19h15 A Dália Negra (2006) Brain De Palma | (16 anos) | 121’
21h30 Um Lance no Escuro (1975), Arthur Penn | (14 anos) | 100’

Sinopses:
Los Angeles Cidade Proibida (L.A. Confidential, Curtis Hanson, 1997, EUA, 138 min, 18 anos)
Los Angeles, anos 50. Uma cidade dominada pela corrupção, traição e perigosas paixões. Este é o mundo dos policiais Ed Exley e Bud White, que investigam um caso de assassinato ao lado do famoso detetive Jack Vincennes. Dois homens completamente opostos com apenas uma coisa em comum: a misteriosa Lynn Bracken. O filme foi vencedor de duas estatuetas do Oscar em 1997.

Femme Fatale (Brian De Palma, 2002, França, 114 min, 16 anos)
Laura Ash é sexy e deliciosamente cruel, o tipo de mulher que desperta sentimentos fortes. Sete anos depois de um arriscado e milionário roubo de joias, Laura volta a Paris usando uma nova identidade. Agora ela é a elegante e discreta esposa do embaixador americano na França. Sete anos também foi a pena que o comparsa de Laura teve que cumprir na cadeia. Tempo suficiente para o ladrão e estrategista internacional fixar-se numa ideia: apanhar a vigarista. Nicolas Bardo é um ex-paparazzi que está tentando fazer carreira como fotógrafo artístico, mas é traído por seu passado. Uma foto comprometedora que tira de Laura coloca a vida da embaixatriz em risco.

Chinatown (Roman Polanski, 1974, EUA, 130 min, 12 anos) 
J.J. Gittes é um detetive particular contratado por uma mulher para saber se seu marido, o importante engenheiro chefe do Departamento de Águas e Energias da cidade, tem um caso. Gittes faz o seu serviço, mas quando a real Evelyn Mulwray aparece em seu escritório, ele descobre que havia sido enganado por uma farsante. Tudo piora para Gittes quando o marido de Evelyn aparece morto no reservatório.

O Perigoso Adeus (The Long Goodbye, Robert Altman, 1973, EUA, 112 min, 14 anos)
O esperto detetive particular Philip Marlowe dá carona a um amigo de Los Angeles até a fronteira de Tijuana. Ao voltar para casa, encontra seu apartamento cheio de policiais e é preso como cúmplice do assassinato da esposa de seu amigo. Quando Philip é liberado após a polícia descobrir que o colega cometeu suicídio, uma bela mulher que pretende encontrar o marido alcoólatra desaparecido o procura. Ao mesmo tempo, Philip descobre que o amigo morto no México tinha em seu poder US$ 350 mil, que pertenciam à máfia.

Má Educação (La mala educación, Pedro Almodóvar, 2004, Espanha, 104 min, 18 anos)
Quando criança, Ignácio estudou em um colégio interno católico, onde sofreu abusos sexuais por parte de seu professor de Literatura, o padre Manolo. Isso marcou sua vida para sempre. Mais tarde, Ignácio se apaixona por um colega, Enrique, que acaba sendo expulso do colégio. Vinte anos depois, os três personagens se reencontram.

Os Imorais (The Grifters, Stephen Frears, 1990, EUA, 110 min, 18 anos)
Uma bookmaker de corrida de cavalos é mãe de um golpista barato, que namora uma ambiciosa mulher que seduz homens por dinheiro. Os três formam um triângulo incestuoso, que combina sedução, astúcia e cinismo. O filme é uma adaptação do livro de Jim Thompson. No romance, as pessoas utilizam charme e sofisticação para encobrirem a completa ausência de caráter.

Blade Runner (Ridley Scott, 1982, EUA, 117 min, 14 anos)
No início do século XXI, uma grande corporação desenvolve um tipo robô mais forte e ágil que o ser humano e com a mesma inteligência. Essas máquinas são conhecidas como replicantes, e são utilizadas como escravas na colonização e exploração de outros planetas. Quando um grupo dos robôs mais evoluídos provoca um motim em uma colônia fora da Terra, os replicantes passam a ser considerados ilegais no planeta, sob pena de morte. A partir de então, policiais de um esquadrão de elite conhecidos como Blade Runner, têm ordem de atirar para matar os replicantes encontrados na Terra. Tal ato não é chamado de execução, e sim de remoção. Em novembro de 2019, em Los Angeles, quando cinco replicantes chegam à Terra, um ex-Blade Runner é encarregado de caçá-los.

Dália Negra (The Black Dahlia, Brain De Palma, 2006, Alemanha, EUA e França, 121 min, 16 anos)
'Dália Negra' é um filme de obsessão, amor, corrupção, cobiça e devassidão baseado na história real de um violento crime que chocou e fascinou os Estados Unidos em 1947 – caso que permanece até hoje sem solução. Os detetives e ex-boxeadores Lee Blanchard e Bucky Bleichert são encarregados da investigação do brutal assassinato da aspirante a estrela Elizabeth Short, conhecida como a Dália Negra. A obsessão que os dois desenvolvem por ela acaba por arruinar suas vidas. Baseado no best-seller homônimo de James Ellroy, o filme foi exibido no Festival de Veneza de 2006.

O Círculo Vermelho (Le Cercle Rouge, Jean-Pierre Melville, 1970, França e Itália, 140 min, 14 anos)
O ladrão Corey sai da prisão no mesmo dia em que o assassino Vogel escapa do comissário Mattei, que o levava sob custódia para a penitenciária. Corey e Vogel se conhecem e assaltam, junto com o ex-policial Jansen, uma joalheria. No entanto, o roubo é dificultado por Rico, antigo chefe de Corey que deseja vingança, e por Mattei, que na caça do seu prisioneiro força o escroque Santi a delatar os ladrões. O diretor Jean-Pierre Melville faz uso do thriller para revelar a imensa ambigüidade moral do homem e da sociedade.

Cidade dos Sonhos (Mulholland Dr., David Lynch, 2001, França e EUA, 147 min, 14 anos)
Um acidente automobilístico na estrada Mulholland Drive, em Los Angeles, dá início a uma complexa trama que envolve diversos personagens. Rita escapa da colisão, mas perde a memória e sai do local rastejando para se esconder em um edifício residencial administrado por Coco. É nesse mesmo prédio que vai morar Betty, uma aspirante a atriz recém-chegada à cidade. Ela conhece Rita e tenta ajudar a nova amiga a descobrir sua identidade. Em outra parte da cidade, o cineasta Adam Kesher é espancado pelo amante da esposa e roubado pelos sinistros irmãos Castigliane.

Estrela Solitária (Lone Star, John Sayles, 1996, EUA, 135 min, 14 anos)
Na fronteira do Texas com o México, os habitantes de uma cidade idolatram o falecido xerife Buddy Deeds, famoso por afugentar do local um antigo colega de profissão, o perverso e criminoso Charlie Wade. A história se complica quando um esqueleto é encontrado no deserto. O atual xerife, Sam Deeds (filho de Buddy), investiga quem é aquela vítima e quem foi o assassino. Na busca por respostas, desenterra velhos segredos do passado.

À Queima Roupa (Point Blank, John Boorman, 1967, EUA, 92 min, 16 anos)
Ao tentar ajudar o amigo gângster Reese, Walker é baleado e abandonado ferido pelo amigo e pela própria esposa. Ela e Reese eram amantes. Para se vingar, Walker se infiltra no centro de uma poderosa organização criminosa.

Amar foi minha Ruína (Leave Her to Heaven, John M. Stahl, 1945, EUA, 110 min, 12 anos)
Atraída pelo jovem Richard, Ellen seduz o rapaz, o desposa rapidamente e abandona subitamente seu noivo, o influente político Russel Quinton. Com o tempo, Richard descobre que essa não foi a primeira vez em que Ellen arruinou a vida de outras pessoas. As mortes do seu irmão e do filho que ela esperava fazem com que Richard desconfie do ciúme irracional da esposa.

Fargo (Joel e Ethan Coen, 1996, EUA, 98 min, 16 anos)
Jerry é um vendedor de carros de uma cidadezinha de Minnesota que está afundado em dívidas, tem um plano para conseguir dinheiro. Vai contratar dois bandidos para sequestrarem sua esposa, para que ele possa receber o resgate de seu endinheirado sogro. Porém, o plano não sai como planejado. É aí que entra em cena a Chefe de Polícia, Marge, uma investigadora que gosta de beber café, usar parka e está grávida.

Um Lance no Escuro (Night Moves, Arthur Penn, 1975, EUA, 100’, 14 anos)
Com o fim de seu casamento, o detetive particular Harry Moseby é contratado pela família de uma adolescente que fugiu para a Flórida. Ele vai atrás da garota e tenta trazê-la de volta, mas acaba descobrindo uma série de histórias mal-explicadas.

Serviço
“Cores do Noir”
Data: 1° a 9 de agosto
Local: Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes
(Avenida Afonso Pena, 1.537 – Centro – Piso inferior)
Entrada Gratuita

7ª CineOP !!!


História do Cinema Mudo


O Fantasma da Liberdade

Cara muito louco, mas seus filmes são sempre surpreendentes.

Quem tiver a oportunidade, vale muito a pena!

Inscrições abertas para a 5ª Edição do Festival Internacional de Filmes


Idéias e conceitos de todo o mundo, sintetizados em filmes que não ultrapassam 3 min. de duração.

Em sua 14ª Ed. internacional e 5ª Ed. no Brasil, o Festival Internacional de Filmes Curtíssimos exibe de 8 a 12 de maio de 2012, em mais de 70 cidades de 20 países, uma seleção de aproximadamente 7hs de Filmes Curtíssimos, nos mais diferentes formatos e gêneros.

Para participar da seleção, os candidatos devem preencher a ficha de inscrição, disponível no site www.filmescurtissimos.com.br, postar cópia do filme, via Sedex, (em MINI DV ou DVD), juntamente com ficha de inscrição impressa e assinada para Espaço Cultural Renato Russo 508 Sul (Endereço: CRS 508 Bl. A s/n lj 72, CEP 70351-515, Brasília/DF), até 12 de abril de 2012.

Os realizadores podem inscrever filmes captados sob qualquer formato, gênero ou tema, amadores ou profissionais, realizados em qualquer parte do Brasil e em qualquer data, podendo os mesmos já terem participado de outros festivais ou mostras, porém, que não ultrapassem três minutos de duração (fora o título e os créditos), e que não tenham sido inscritos nas edições anteriores do Festival de Curtíssimos.
 
Os filmes selecionados concorrerão a cinco premiações nas categorias Melhor Curtíssimo, Melhor Animação, Originalidade, Júri Popular e Prêmio Melhor Curtíssimo de Brasília, que receberão um troféu, criado por artista plástico brasiliense. O Festival está buscando recursos para premiar vencedores financeiramente e/ou ceder material e tempo de ilha de edição para a produção de um Filme Curtíssimo.



Festival Internacional de Filmes Curtíssimos
14ª Edição pelo mundo e 5ª Edição nacional. De 8 a 12 de maio de 2012.
Local e horário: Auditório I do Museu Nacional da República, às 20h.
Classificação Indicativa: Livre para todos os públicos.
Apoios: Secretaria de Cultura do GDF e Moviecenter.
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1762352220    Twitter: @curtissimos



Informações a imprensa:
Rodrigo Machado
Território Cultural - Assessoria de comunicação
https://twitter.com/dicasterritorio
t.f  61 3349 4113  Tim 61 8175 3794
Nextel 61 7815 0975 e ID 82*110719
msn.     brancomelo10@hotmail.com

ESCUELA INTERNACIONAL DE CINE E TV DE CUBA


ÚLTIMA SEMANA DE INSCRIÇÕES

As inscrições para o processo seletivo do curso regular 2012 / 2015 da EICTV se encerram no dia 10 de março. As provas serão aplicadas nos dias 16 e 17 de março, em cinco cidades: Belo Horizonte / MG, Recife / PE, Florianópolis / SC, Goiânia / GO e Belém / PA.   O curso tem duração de 3 anos. O início está previsto para setembro de 2012 e término em julho de 2015.

Os candidatos devem ter entre 22 e 29 anos (nascidos entre 1982 e 1990) e preencher e enviar por e-mail a ficha de inscrição indicando o local onde fará os exames.

No dia da prova, deverá apresentar seu currículo impresso, carta de motivação, autorretrato em qualquer suporte, técnica ou formato e um arquivo pessoal (portfólio) com materiais em cine, vídeo, foto fixa, música, artes gráficas, literatura, teatro, imprensa, e outros, em cuja elaboração haja participado ou desempenhado um papel significativo e criativo, além de pagar uma taxa de 50 reais.

Cada candidato responderá a 2 provas escritas, no dia 16 de março: uma de conhecimentos gerais e uma correspondente à especialização que escolheu. Serão oferecidas oito especializações - Direção, Produção, Roteiro, Fotografia, Som, Documentário, Edição e (especialidade nova) TV e Novas Mídias. Os candidatos aprovados nas provas escritas passarão por entrevista oral no dia seguinte (17 de março).

As informações completas e fichas de inscrição estão disponibíveis na internet através dos sites da Associação Curta Minas / ABD-MG (www.curtaminas.com.br), da Fundação Joaquim Nabuco / PE (www.fundaj.gov.br), da AGEPEL / GO (www.agepel.go.gov.br), do SINTRACINE / SC (www.sintracine.org), do Instituto de Artes do Pará (www.iap.alcantara.net.br) e pelo blog www.eictvpara.blogspot.com

Após o preenchimento, a ficha de inscrição deve ser enviada por e-mail para eictvbrasil@gmail.com.

Coordenação Seleção EICTV 2011 - Brasil
Guigo Pádua (eictvbrasil@gmail.com)
(31) 9635-1026 

Governo de Minas autoriza concurso público para corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado

Edital será lançado este ano
"O Governo do Estado de Minas Gerais concedeu autorização para realização de concursos públicos para a Fundação Clóvis Salgado, com o objetivo de atender à Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OSMG) e ao Coral Lírico de Minas Gerais (CLMG). Para a Orquestra, serão ofertadas 38 vagas, sendo 34 para a carreira de Músico Instrumentista, 3 para a carreira de Técnico de Gestão Artística e 1 para a carreira de Analista de Gestão Artística.
“A recomposição dos corpos artísticos reafirma o compromisso do Governo de Minas com a política pública para a música erudita e com a Orquestra Sinfônica e o Coral Lírico de Minas Gerais, patrimônios do Estado e do Brasil”, afirma Solanda Steckelberg, Presidente da Fundação Clóvis Salgado.
Os procedimentos internos para a execução dos concursos já foram iniciados. As regras do processo seletivo estarão contidas no edital regulador, que será publicado no Órgão Oficial dos Poderes do Estado e divulgado no site da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão. A previsão de publicação do edital é para o fim do primeiro semestre de 2012.
Orquestra se apresentará com Nana Caymmi e Gilberto Gil 
Grandes concertos sinfônicos com o Coral Lírico, óperas, espetáculos de balé, Concurso para jovens solistas, instrumentistas e cantores, concertos no Parque, concertos didáticos, Sinfônica no Museu e Sinfônica na Estrada farão parte da programação da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais em 2012.
Ao longo de 2012, a Orquestra receberá também artistas convidados na Série Sinfônica Pop, como Nana Caymmi, além de participar do Projeto Gil Sinfônico, do cantor e compositor Gilberto Gil.
Coral Lírico estreia “Concertos na Cidade”
O Coral Lírico de Minas Gerais (CLMG) inicia o ano com a estreia do Projeto Concertos na Cidade, que tem como objetivo principal a formação de plateia e a aproximação do público com a música coral de qualidade. Os concertos serão realizados em igrejas, museus e auditórios com acústica adequada para a apresentação do Coral. Os estilos serão variados, abordando repertórios da renascença à música contemporânea. Estão programadas 12 apresentações em Belo Horizonte.
Além disso, o Coral Lírico participará do espetáculo Madame Butterfly – uma adaptação da ópera de Puccini, com montagem inovadora, especialmente concebida para ser encenada no Jardim Japonês do Jardim Zoológico, ao ar livre, nos dias 28 e 29 de abril.
O fomento à carreira de jovens artistas se dará por meio do I Concurso Jovem Músico do CLMG, que selecionará jovens talentos para apresentação com o Coral Lírico em concertos da programação oficial de 2012. Serão contempladas as seguintes categorias: solista, pianista-correpetidor, regente e compositor.
O CLMG também participará da ópera que será encenada em junho no Grande Teatro do Palácio das Artes, com a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Em outubro, participará de mais uma montagem com a Orquestra.
Sobre a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais
A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OSMG), um dos corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado, é considerada um dos mais importantes patrimônios artístico-culturais do Estado. Fundada em 1976, interpreta um repertório que compreende todos os períodos da história da música escrita para orquestra: óperas, balés, concertos, poemas sinfônicos e grandes obras sinfônico-corais. Entre os regentes titulares de sua história figuram os maestros Wolfgang Groth, Emilio De César, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej e Marcelo Ramos.
Também regeram a OSMG personalidades como Eleazar de Carvalho, Isaac Karabtchevsky, Cláudio Santoro, Camargo Guarnieri, Benito Juarez, Alceo Bocchino, Marc Trautman, Roberto Duarte, Carlos Prates, Per Brevig, Roberto Schnorremberg, Johannes Homberg, Eugene Kohne e outros célebres maestros convidados.
Ao longo dos anos, a OSMG diversificou sua atuação em óperas, balés, concertos, apresentações ao ar livre, na capital e no interior, executando um repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo.
O maestro Roberto Tibiriçá, que em 2010 e 2011 venceu o Prêmio Carlos Gomes - Ópera e música erudita, na categoria regente sinfônico, pelo seu trabalho à frente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, é o atual regente titular da OSMG. Gabriel Rhein-Schirato é o regente residente.
Sobre o Coral Lírico de Minas Gerais
O Coral Lírico de Minas Gerais (CLMG) é um dos corpos estáveis da Fundação Clóvis Salgado e seu repertório abrange grandes obras corais, desde a renascença até o moderno, de motetos a óperas, de oratórios barrocos a concertos corais sinfônicos.
Um dos raros grupos com essas características no País, o CLMG já recebeu importantes prêmios e convites para atuar ao lado das principais orquestras brasileiras, entre elas a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.
O grupo possui um CD gravado com o “Oficio de Trevas”, obra do compositor colonial mineiro José Maria Xavier. Em sua trajetória, o Coral Lírico teve como regentes os maestros Luiz Aguiar, Marcos Thadeu Miranda Gomes, Carlos Alberto Pinto Fonseca, Ângela Pinto Coelho, Marcio Miranda Pontes, Eliane Fajioli, Silvio Viegas, Charles Roussin, Afrânio Lacerda, Lincoln Andrade e vários maestros convidados. Atualmente, o Coral Lírico é regido pelo maestro Márcio Miranda Pontes."

Vencedores da 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes


A 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes ontem à noite teve sua festa de encerramento e a premiação dos melhores da mostra, eleitos pelo Júri Jovem, Júri da Crítica e Júri Popular.

Abaixo segue as obras premiadas!

> Como Melhor Filme, foi eleito pelos cinco membro do Júri da Crítica o longa do Distrito Federal, A Cidade é Uma Só, de Adirley Queirós
> Já o Júri Jovem elegeu, como Melhor Filme da Mostra Aurora, o documentário carioca HU, de Pedro Urano e Joana Traub Cseko.
> Foi eleito como Melhor Curta Quando Morremos à Noite, de Eduardo Morotó, do Rio de Janeiro.
> O vencedor do Troféu Barroco do Júri Popular foi L, de Thais Fujinaga.
> Foi escolhido pelo público da Mostra de Tiradentes como Melhor Longa o documentário O Mineiro e o Queijo, de Helvécio Ratton.


Para ler o texto da premiação na íntegra, acesse o site da 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes clicando AQUI.


Balanço da 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes


Amanhã, a nossa debutante do ano, mais conhecida como 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes chega ao fim. No encerramento, serão feitas as premiações às produções que passaram pela mostra.

Retornei ontem da cidade histórica que durante uma semana recebeu cineastas de todo o Brasil. O balanço geral de 5 dias de festival foi:

Total de filmes vistos - 44
(40 curtas e 4 longas)

Legenda dos filmes (na minha opinião):
* - MUITO RUIM
** - RUIM
*** - REGULAR
**** - BOM
***** - EXCELENTE

Sábado, 21/01
Curtas
"Casa"  *
"Preservativo"  **
"A Nona Vítima" ***
"Dona Sônia Pediu uma Arma para seu Vizinho Alcides" ***

Longa
"Vou Rifar meu Coração" *****

Domingo, 22/01
Curtas
"Sonhando Passarinhos" ****
"Cachoeira" ****
"A Magia do Natal" ***
"Os Sonâmbulos" **
"O Macaco e o Rabo" **
"Remoto Controle Remoto" ****
"A Grande Viagem" ****
"O Samurai de Curitiba" ***
"Oma" **
"Uma Primavera" **
"Assunto de Família" *****

Longas
"As Hiper Mulheres" *****
"Girimunho" ***

Segunda-feira, 23/01
Curtas
"As Heranças" **
"Cristina" **
"Leron mede os Espaços" **
"O Cadeado" ****
"Entre Nós, Dinheiro" ***
"Na sua Companhia" *****
"Joboia" *****

Longa
"Balança mas não Cai" *

Terça-feira, 24/01
Curtas
"Fugaz" ***
"As Últimas Putas de Paris" ****
"Marcha da Liberdade" *
"César!" *****
"Século" *
"Querença" *****
"Memórias Externas de uma Mulher Serrilhada" ****
"Encontro com São João da Cruz" **
"A Mulher no Alto do Morro" *****

Quarta-feira, 25/01
Curtas
"Da Origem" ****
"Dois" ***
"Nem a Mim, Nem a Ti" ***
"Os Mortos-Vivos" ***
"Duas Vidas para Antonio Espinosa" *
"Sambatown" *****
"Mas Denso que Sangue" *
"Máscara Negra" *****
"Quando Morremos a Noite" ***** (MELHOR FILME DA MOSTRA NA MINHA OPINIÃO!)

Cine Humberto Mauro - Palácio das Artes

Sessões permanentes do Cine Humberto Mauro voltam a ser exibidas a partir da próxima quarta-feira, 1° de fevereiro



Mostras “Estéticas do Contemporâneo” e “História Permanente do Cinema” têm exibições especiais na programação do mês.

A entrada é gratuita.


A Fundação Clóvis Salgado apresenta nesta quarta e quinta-feira, 1° e 02 de fevereiro, sessões especiais de suas mostras fixas “Estéticas do Contemporâneo” e “História Permanente do Cinema”. As exibições, que acontecem no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, dão início à programação anual das duas mostras.

Na quarta-feira, 1° de fevereiro, acontece a mostra “Estéticas do Contemporâneo Especial”, com a exibição de dois filmes de grande relevância no cinema mundial recente. Às 17h será exibido o longa “Pulp Fiction”, de Quentin Tarantino, numa história policial com um elenco de peso (John Travolta, Uma Thurman, Bruce Willis e Samuel L. Jackson); e às 20h, será a vez do também estrelado “Além da Linha Vermelha” (George Clooney, John Cusack, John Travolta, Nick Nolte e Sean Penn), do diretor americano Terrence Malick.

Na quinta-feira, 02 de fevereiro, a mostra “História Permanente do Cinema Especial” abre sua programação do ano, com a exibição de dois filmes do cineasta italiano Federico Fellini. Os longas “Casanova, de Federico Fellini”, com comentários do professor e pesquisador Ataídes Braga após o término, e “8 ½, de Federico Fellini”, uma das obras seminais do diretor, têm exibições às 17h e às 20h30, respectivamente.

Ao longo do mês, a “História Permanente do Cinema” dá continuidade às suas exibições, sempre às 17h. No dia 16 estará em cartaz o filme “A Malvada”, do diretor Joseph L. Makienwicz. No dia 23, encerrando a programação de fevereiro, será mostrado “Delírio de Loucura”, considerado uma das obras-primas de Nicholas Ray, com comentários do pesquisador José Ricardo após a exibição.



Todas as sessões têm entrada gratuita, com retirada dos ingressos na bilheteria meia hora antes do início.



SINOPSES

Pulp Fiction – Tempo de Violência (Pulp Fiction, 1994, Quentin Tarantino) – 154’
O premiado diretor Quentin Tarantino apresenta um elenco com personagens inesquecíveis - incluindo a dupla de assassinos Vicent Vega e Jules Winnfield (John Travolta e Samuel L. Jackson); a mulher de seu chefe, Mia Wallace (Uma Thurman); e um desesperado boxeador, Butch Coolidge (Bruce Willis) - em uma história policial que revolucionou para sempre o jeito de se fazer cinema.


Além da Linha Vermelha (The thin Red Line, 1998, Terrence Malick) – 170’
Baseado em livro homônimo escrito por James Jones, o filme conta a história de um batalhão de fuzileiros americanos na sangrenta batalha de Guadalcanal, durante a Segunda Guerra Mundial. Cheios de medo e incertezas, esses homens têm de provar sua coragem. O filme conta com a participação de grandes astros do cinema, como George Clooney, John Cusack, John Travolta, Nick Nolte e Sean Penn.


Casanova, de Federico Fellini (Il Casanova di Federico Fellini, 1976, Federico Fellini) – 168’
Casanova, de Frederico Fellini, conta a história de um veneziano, libertino, cuja vida é uma sequência de aventuras amorosas. Após um caso com uma freira, Casanova é condenado e preso, porém ele consegue fugir da prisão. A partir daí ele percorre várias cortes e cidades européias, colecionando seduções, paixões e orgias sexuais. O filme é baseado livremente na obra autobiográfica do próprio Giacomo Casanova, intitulada "A história da minha vida".


8½ , de Federico Fellini (8 ½ di Federico Fellini, 1963, Federico Fellini) – 145’
A maior das obras-primas de Fellini aborda Guido (Marcello Mastroianni), um cineasta em crise de inspiração, que não consegue encontrar a ideia para seu próximo filme.


A Malvada (All About Eve, 1950, Joseph L. Mankiewicz) – 138’
Eve Harrington (Anne Bexter) é uma mulher astuta que deseja conseguir o papel antes ocupado por Margo Channing (Bette Davis), grande atriz da Broadway. Ela então consegue o sucesso e passa a tumultuar as vidas do namorado de Margo (Gary Merrill), do escritor de suas peças (Hugh Marlowe) e da esposa dele (Celeste Holm). Apenas o cínico crítico de teatro (George Sanders, vencedor do Oscar) consegue perceber as intenções de Eve, admirando sua audácia e o padrão perfeito de dissimulação.


Delírio de Loucura (Bigger Than Life, 1956, Nicholas Ray) – 95’
O Professor Ed Avery (James Mason) descobre que tem poucos meses de vida, pois é vitima de uma doença séria que lhe causa muita dor e inflamação nas artérias. Ele é então submetido a um tratamento experimental, realizado com doses crescentes de cortisona, que acaba por gerar uma súbita melhora, possibilitando-o voltar para sua casa. Com a recuperação, sua vida com a esposa Lou (Bárbara Rush) e seu filho Ritchie (Christopher Olsen) parece perfeita, porém abusos na dose do remédio fazem com que ele tenha reações imprevisíveis, transformando-se numa violenta ameaça para sua família.


PROGRAMAÇÃO

01/02, Quarta - feira
17h ESTÉTICAS DO CONTEMPORÂNEO ESPECIAL| Pulp Fiction | 150’ | (18 anos)
20h ESTÉTICAS DO CONTEMPORÂNEO ESPECIAL| Além da Linha Vermelha | 170’ | (14 anos)


02/02, Quinta-feira
17h HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA ESPECIAL| Casanova, de Federico Fellini |164’ | FULL HD | (16 anos) | (Sessão comentada pelo professor e pesquisador Ataídes Braga)
20h30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA ESPECIAL| 8½ , de Federico Fellini |138’ | FULL HD | (12 anos)


16/02, Quinta-feira
17h HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA | A Malvada | FULL HD | LIVRE | 138’| Livre


23/02, Quinta-feira
17h HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA | Delírio de Loucura | FULL HD | LIVRE | 95’| Livre | (Sessão comentada pelo pesquisador José Ricardo)

Programação semanal da Fundação Clóvis Salgado


Mostra “Retrospectiva Preston Sturges”
A Fundação Clóvis Salgado apresenta, até o dia 29 de janeiro, no Cine Humberto Mauro, a mostra “Retrospectiva Preston Sturges”. Estão sendo exibidos nove importantes filmes do diretor e roteirista americano, que raramente tem sua obra abordada no Brasil.
Os filmes contemplados pela mostra fazem uma retrospectiva da obra do cineasta, passando pelas diferentes fases que a caracteriza. Entre os mais conhecidos, destaca-se “Contrastes Humanos”, sobre um diretor de cinema, que, com o intuito de realizar um filme sobre problemas sociais, vai para a rua enfrentar de cara a pobreza. Também incluídos na programação, estão filmes menos conhecidos, como “Herói de Mentira e “Natal em Julho”. A entrada é gratuita.

III Concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais
A Fundação Clóvis Salgado informa que estão abertas as inscrições para o III Concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Os jovens solistas selecionados pelo concurso se apresentarão no Grande Teatro do Palácio das Artes no dia 26 de março, em concerto ao lado da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, sob regência do Maestro Roberto Tibiriçá.
Os instrumentistas podem se inscrever nas seguintes categorias: Cordas (Violino, Viola, Violoncelo, Contrabaixo), Madeiras (Flauta, Oboé, Clarineta, Fagote), Metais (Trompa, Trompete, Trombone e Tuba) e Piano.

As inscrições devem ser feitas no Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537, 3° andar, na sala da Diretoria Artística da Fundação Clóvis Salgado), de segunda a sexta-feira, até o dia 31 de janeiro.
Mais informações sobre as condições para participação podem ser conferidas pelo link http://www.fcs.mg.gov.br/imagensDin/Arquivos/5609.pdf.

Concurso Retrato da Deriva
O concurso cultural Retrato da Deriva continua em atividade. Fotógrafos - profissionais ou amadores - podem enviar fotografias que tenham sido realizadas em algum dos espaços administrados pela Fundação Clóvis Salgado (Palácio das Artes; Centro de Arte Contemporânea e Fotografia; Centro de Formação Artística; Centro Técnico de Produção – Marzagão; e Serraria Souza Pinto). Através de um julgamento realizado por uma comissão especialmente designada pela Fundação, são selecionadas, por mês, 10 fotografias, que então passam a compor uma exposição virtual no site do Palácio das Artes. Dessas 10, o autor da mais votada pelo público receberá um prêmio de R$1.000,00. Iniciado em julho de 2011, o concurso continua até junho de 2012.
O edital público com as informações sobre condições para participar do concurso pode ser conferido pelo link http://www.fcs.mg.gov.br/imagensDin/Arquivos/4657.pdf.

15ª Mostra de Cinema de Tiradentes


Nesse ano, a 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes tem como tema central "O Ator em Expansão", buscando compreender qual papel ele tem nas produções audiovisuais contemporâneas. 

Com uma seleção de curtas para todos os gostos e homenageando o ator Selton Mello, a mostra promete ser divertida! As inscrições para as oficinas acabaram ma última sexta-feira, dia 06/01, mas fiquem atentos que em breve serão abertas as inscrições para os seminários.

Maiores informações sobre a 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes no site:  http://www.mostratiradentes.com.br/
Related Posts with Thumbnails
 
Diana Vidigal | TNB